Já ouviu falar em abandono emocional de animais?

Você pode não perceber, mas o seu melhor amigo precisa mais de você do que você imagina! Sabe o ditado “não basta ser pai, tem que participar”? 

Então, não basta ter um bichinho, é preciso dar atenção e a ausência de atenção tem um nome: abandono emocional.

Que tal brincar brincar com o doguinho enquanto ouve nossa matéria? É só dar o play aqui! 😉

A Aline Perdigão é advogada e atua como voluntária no Amigo Não se Compra. Ela vai falar um pouquinho sobre o tema:

Como a maioria de nós considera, nossos pets são nossos filhos! Então, como qualquer outro filho, merece carinho e atenção. Hoje, vou falar de algo que não só humanos passam, mas também os pets.

É muito comum nos dias atuais trabalharmos muito e não termos tempo para o descanso. Sabemos o quanto é difícil conciliar família, trabalho, estudo e pets. Mas temos que ter consciência de que essas “crianças” precisam de muita atenção e carinho.

Ter um animalzinho não significa só colocar água, comida e ter um cantinho para as necessidades. Eles precisam de carinho e atenção.

Você sabia que os cachorros e os gatos podem ter depressão? Podem ser compulsivos (sabe aqueles que se lambem sem parar e mordem o rabo?). Então, eles sofrem muito com a ausência de seus donos, mas sofrem mais ainda, quando mesmo presentes não dão a atenção necessária.

No mundo jurídico, tal ausência de carinho pode ser assemelhar com Abandono Emocional, quando só as necessidades básicas são preenchidas e o emocional, não. No caso dos animais de estimação, essa atitutde pode ser caracterizada como uma forma de maus-tratos e até penalizada criminalmente.

Por isso, cuide do seu bichinho e antes de adotar, pense se você vai poder dispor de tempo para dar o que ele mais precisa: AMOR. 

Como a Aline disse, ter um animal é muito bom, mas não esqueça que eles também trazem algumas responsabilidades.

Mas calma, não vamos te deixar sozinho nessa tarefa de como ser um pai, mãe ou tutor melhor!

Como ser melhor para o seu bichinho

Eu sei da correria do dia a dia, trabalho estudo, cursos, são muitos os compromissos diários, mas não podemos nos esquecer dos nossos pequenos. Que tal seguir as dicas abaixo?

Lembre-se que cães e gatos têm necessidades diferenciadas. Os gatos aparentemente são mais independentes, mas nem por isso ficam felizes sem carinho. É puro mito que os gatos não gostam das pessoas e falo isso com toda certeza do mundo, pois sempre tive gatos e sempre me senti muito amada por eles.

Os cachorros já são mais abertos para demonstrarem seus sentimentos, por isso aquela farra quando chegamos em casa! Eles também sempre se mostram disponíveis para correr atrás de uma bolinha ou receber um carinho na barriga.

Todo mundo fala que gostaria de um mundo melhor, mas um mundo melhor depende de cada um de nós. Um mundo é muita coisa para mudar sozinho, mas que tal começar essa mudança melhorando o mundo o seu melhor amigo de quatro patas?

Seja a pessoa que seu pet acha que você é! E aliás, se você lembrou de alguém ao ler esse texto, que tal enviar para ela pelo Whats App?

Até a próxima! :)

Texto revisado pela veterinária Marcela Machado – CRMVRJ 9867.

Conheça o Clube do Amigo e nos ajude a manter o nosso trabalho.

Banner Amigo adotar

Leave a Reply

Next ArticleMitos e verdades sobre banho em gatos