Aprenda como cuidar de um filhote recém-nascido

Infelizmente, não são raros os casos de filhotes que são abandonados em seus primeiros dias de vida. Esses filhotes precisam de um cuidado muito especial para conseguirem sobreviver sem suas mamães e é sobre isso que vamos conversar hoje.

Normalmente as fêmeas têm em média 4 filhotes, mas isso é a média, já vi ninhada de 7 cachorrinhos e 8 gatinhos! Infelizmente a castração ainda é o nosso principal problema, só o dia que tivermos um projeto de castração em massa é que isso vai deixar de acontecer.

A falta de castração, gera um grande número de filhotinhos que são abandonados. Esses filhotinhos precisam de cuidados especiais, pois largados a própria sorte não terão chances de sobreviver. Agora, vamos ver efetivamente como ajudar:

Se você encontrou uma ninhada, seja de gatos ou de cachorros, acolha. Não estou dizendo que você tem a obrigação de adotar todos, mas ofereça um lar temporário até que eles estejam aptos para serem adotados.

O que eles vão precisar com prioridade:

  • Serem retirados da rua;
  • Um local aquecido;
  • Alimentação adequada;
  • Serem higienizados.

Resgate

recém-nascido

Para a retirada dos filhotinhos da rua, você pode utilizar caixas de sapatos para levar para casa (não precisa fazer buracos ou tampar, pois eles não irão fugir). Não é indicado banho para filhotes recém-nascidos, mas é bom higienizá-los com um pano umedecido apenas com água, de preferência filtrada.

Pegue uma caixa e coloque tecidos limpos, pode ser uma blusa que você não quer mais e opte por tecidos macios pois nessa idade eles têm pouco pelo e são muitos sensíveis. Deixe todos os bebês sempre juntinhos, pois o cheiro dos irmãozinhos certamente ira ajudar em sua sobrevivência.

Alimentação

O ideal da alimentação dos recém-nascidos é o leite materno, então, se você tiver acesso a uma mãezinha que está amamentando vale a tentativa de aproximação. É muito comum que pelo instinto materno, mesmo não sendo filhotes ela os acolha.

O fato é que nem sempre temos acesso a uma mãezinha amamentando. Me baseando nisso, conversei com uma protetora que cuida de muitos filhotes e tem vasta experiência com recém-nascidos que foram abandonados. Ela gentilmente me cedeu uma receita emergencial que uma médica veterinária a ensinou a fazer.

Ressaltando: receita emergencial. O ideal é levar os filhotinhos para uma consulta com um médico veterinário. Cada caso é único e vale lembrar que não substitui o leite materno, portanto, se você tem algum peludo que teve cria e vai doar os filhotes, respeite o período de amamentação. Não menos importante que isso, CASTRE SEU PELUDO E EVITE NOVOS FILHOTES INDESEJADOS. 

Explicado isso, vamos a receita:

  • 1 copo de leite
  • 1 copo de água
  • 1 colher de creme de leite
  • 1 gema de ovo cozida e amassada
  • 2 colheres de farinha láctea

Bata tudo no liquidificador e armazene na geladeira em um recipiente esterilizado. Ofereça 3 ml a cada 3 horas um pouco aquecido.

O ideal é oferecer um leite chamado Pet Milk, esse é um leite próprio para filhotes e atende tanto cães quanto gatos. O custo dele hoje, Novembro/2016, está um pouco acima dos R$50,00 e vem em uma lata com 300 g. Deve ser oferecido na mesma quantidade, 3 ml a cada 3 horas.

Existe uma mamadeira própria para animais recém-nascidos, mas uma seringa atende muito bem.

Cuidados especiais

O recém-nascido precisa de muitos cuidados especiais, um deles é a massagem. Os filhotinhos dessa idade têm dificuldades em fazer xixi e coco sozinhos, então é preciso que seja realizado uma espécie de shantala animal. Você deve realizar uma massagem leve e suave na barriguinha de cada um, no sentido de cima para baixo. Isso irá estimular que consigam fazer suas necessidades, além disso:

  • Tenha certeza que os filhotes estão em um local seguro;
  • Os coloque em uma caixa com tecidos limpos (mas sem cheiro como os de amaciante) para que fiquem sempre aquecidos;
  • O local deve ser de paz e tranquilidade, pois locais com muito barulho podem assustá-los.

Carinho e amor podem ser sem limites! Mime muito seus filhotinhos, cuide com todo carinho e não esqueça castrar quando estiver na idade certa!

E você, já cuidou de algum recém-nascido? Conta pra gente aqui nos comentários como foi essa experiência!

Espero que tenham gostado do post de hoje.

Semana que vem a gente volta com mais dicas e cuidados, até lá!

Banner Amigo adotar

Leave a Reply

2 Comentários

  1. Pingback: Gato não é cachorro

  2. Pingback: Você sabe o que é gatolescência?

Next ArticleBella: uma surpresa no capô do carro, parte IV