Fogos de artifício incomodam muito mais!

Se muito barulho já incomoda nossos animais, fogos de artifício incomodam muito mais. O barulho incessante e inexplicável para os peludos é uma terrível fonte de estresse. Se muitos de nós já achamos insuportável, imagina eles, que têm a audição bem mais sensível que a nossa?

O fim do ano se aproxima e, é claro, teremos as costumeiras queimas de fogos, oficiais ou não. Nessa época, o número de animais que sofrem acidentes – muitas vezes fatais – por conta do estresse é enorme. Então, para que nossos filhotes se sintam (e estejam) seguros e confortáveis, precisamos tomar algumas providências. Vamos ver quais são?

Continue reading…

10 maneiras de ajudar seu pet a encarar o calor do verão

O verão vem chegando e o seu amigão vai agradecer por você conhecer esses 10 passos para mantê-lo mais fresco! Quando os dias ficam mais longos e quentes, você pode mudar seu modo de se vestir e aderir aos shorts e camisetas, mas o seu cão ou gato vai ter que continuar usando casaco de peles por todo o ano. Então, o que você pode fazer para mantê-lo mais confortável durante essa estação? Aqui estão os 10 passos mais recomendados:

 

Continue reading…

Como parar latido de cães?

O ser humano usa a voz para expressas suas vontades, desejos e ideias – e os cachorros fazem o mesmo. Mas apesar de os cães não se incomodarem com a nossa voz, nós, humanos, às vezes nos vemos incomodados com os latidos deles. Quando o seu cão late, ele está tentando se comunicar com você. Saber por que ele late é a chave para fazê-lo parar de latir.

Continue reading…

Animais em condomínios: pode?

Sim, pode. A Constituição Federal nos garante o direto de usar nossos lares como bem entendermos, o que inclui ter animais, mesmo em condomínios, e nenhuma lei ou regra local pode se sobrepor à Lei Maior.

A Lei Nº 4.591, De 16 de Dezembro de 1964, que trata sobre condomínios, diz em seu atigo 19:

Continue reading…

Depoimento: “Ela correu para o meio da rua brincando com um outro cachorrinho”

“Ela é a minha cadelinha querida. Está para nascer um animal com o olhar mais doce que o dessa cachorrinha. Infelizmente, há mais ou menos um ano atrás, quando passeávamos por Garopaba, ela correu para o meio da rua brincando com um outro cachorrinho, foi atropelada e sofreu lesão na coluna. Corri para o veterinário e fiz todos os procedimentos possíveis, inclusive mantive ela internada por 3 meses numa clínica em Floripa, fazendo acupuntura, fisioterapia e vários outros tratamentos para ver se ela voltaria a andar. Infelizmente a lesão foi muito forte e ela perdeu os movimentos das patas traseiras.

Continue reading…

Como socializar seu gato

Socialização é o processo de desenvolver a confiança em seu gato e adaptá-lo às pessoas e aos outros animais da casa. Um gato que não é socializado pode ficar tímido, desconfiado, assustado ou agressivo. Já um gato bem socializado tende a ser amável, confiante, afetuoso e bem comportado. É especialmente importante socializar seu gato se você tem filhos pequenos, para que eles não sejam arranhados ou mordidos durante as brincadeiras.
Continue reading…

Observar e examinar: verbos fundamentais para quem tem um animal

Como não sabem falar, os animais se comunicam conosco de formas muito sutis. São pequenas alterações no comportamento ou na postura que sinalizam o que sentem ou que pensam. Assim, quem tem um animal de estimação precisa estar sempre observando e examinando atentamente seu bichinho.

Agressividade, falta de apetite, apatia e isolamento podem ser indícios de que o animal está com dor. Andar com o quadril abaixado ou, no caso de cachorros, andar com o rabo para baixo também é um sinal importante.

Continue reading…

Castrar para não multiplicar

Eu bem sei que castração é uma cirurgia e, como toda cirurgia, implica custos, temores, dores e toda uma complicação que nos faz pensar duas vezes antes de tomar a decisão de sim, castrarmos nossos animais. Mas muito do que pensamos é mito, ideias antigas que vem sendo passadas há muito tempo. E muita coisa mudou.

Continue reading…

Adotando um animal adulto ou idoso

Quando pensamos em adotar um animal, geralmente imaginamos um bebê. Mas que tal dar uma chance a um animal adulto?

Infelizmente, grande parte da população de adultos e idosos que lotam os abrigos é formada por animais que um dia tiveram um lar, uma família, mas que foram descartados por algum motivo fútil. Por melhor que seja o abrigo, por mais dedicados e amorosos que sejam seus funcionários, é impossível dar conta de todos os animais com todo o zelo que teriam (ou tiveram) num lar de verdade.

Continue reading…