Dicas para cuidar do seu gato

Você sabe tudo sobre seu gatinho? Confira aqui todos os cuidados de que ele precisa!

Alimentação:

Um dos maiores problemas dos felinos é a obesidade. Por isso, a ração deve ser de boa qualidade e específica para o seu gatinho (por exemplo: castrado, idoso, obeso etc). A ração exposta durante todo o dia perde aroma e “crocância”, então deve ser oferecida em pequenas porções, várias vezes ao dia, até o limite impresso na embalagem ou estipulado pelo veterinário. E não se esqueça de deixar bastante água: o ideal é trocá-la duas vezes ao dia para que esteja sempre fresquinha.

Cama:

Providencie para o seu gatinho uma caminha confortável em um lugar sossegado. Existem várias opções em petshops, mas uma caixa de papelão com uma almofadinha ou toalhinha dentro já é o suficiente pra deixá-lo bem feliz e aconchegado.

Banheiro:

Gatos são muito limpinhos e geralmente aprendem a usar a caixa de areia por conta própria. Você encontra areia sanitária em pet shops e supermercados. Lembre-se de manter a caixa sempre com bastante areia e sempre limpa – pois os gatos podem evitá-la se ela estiver suja.

Banho:

Gatos fazem sua própria higiene e por isso geralmente não precisam de banho. A não ser em casos de problemas de pele ou de pêlo: nesse caso, leve-o ao veterinário para ver se ele também precisa de algum medicamento específico. Escove os pêlos do seu gato com frequencia. A maioria dos gatos adora ser escovado, e isso reduz o número de pêlos perdidos pela casa.

Unhas e pêlos:

Use tesouras especiais compradas em pet-shops e corte só a pontinha da unha, para não machucar o gato. Este post explica como se faz, mas se preferir, peça para o seu veterinário mostrar ao vivo. Afiar as unhas é uma atividade prazerosa e necessária para os gatos, então, para preservar seus móveis, é bom ter em casa um arranhador próprio para gatos.

Brincadeiras:

Seu gato não é um cachorro que mia: ele tem comportamentos bem diferentes de um cachorro, e um deles é na hora da brincadeira. Alguns gatos são mais brincalhões, outros menos. Há várias opções de brinquedos em pet-shops, mas a maioria gosta mesmo é de fitinhas, bolinhas de papel e caixas de papelão. Não os deixe bricar com linha ou com novelo de lã, pois ele pode engolir e ter sérios problemas.

Adestramento:

Gatos não são fáceis de se adestrar, mas você pode evitar comportamentos indesejados espirrando água com um borrifador quando ele fizer algo de errado. NUNCA bata em seu gato. Ele não irá associar a violência ao que acabou de fazer, além do que isso poderá tornar a relação entre vocês muito ruim.

Um ou dois gatinhos?

Ter dois gatinhos é sempre melhor que ter um, pois eles fazem companhia um ao outro quando você não está. Alguns são mais sociáveis que outros, então, se você for apresentá-lo a um outro gato ou outro animal, lembre-se de ter muita paciência e de deixá-los se acostumarem aos poucos, sempre com sua supervisão. Esse processo de adaptação pode levar dias ou até semanas, como explicamos neste post aqui.

Viagem:

A maioria dos gatos se sentem inseguros e ansiosos fora do seu território. Então, se for viajar, o ideal é deixá-los em casa e pedir a alguém de confiança que os visite diariamente para trocar a água e comida, além de dar um pouco de carinho a eles. Se sua viagem durar mais de 4 dias, você também pode deixá-lo na casa de um parente ou amigo.

Plantas:

Gatos adoram mordiscar plantinhas, e isso é bom para a fisiologia deles, pois ajuda a formar e cuspir as bolas de pêlos. Deixe ervinhas ao alcance, e sempre que comprar uma planta nova, tenha o cuidado de verificar se não é venenosa para os felinos. Aqui tem uma lista de plantas que podem ser tóxicas para os gatos.

Coleira:

Gatos podem usar coleira, mas é preciso que sejam elásticas para ele não se enforcar caso fique preso em alguma coisa. Coloque uma plaquinha de identificação com o seu telefone, para que as pessoas possam te ligar caso seu gato acesse a rua e se perca. Tire também o guizo que vem na coleira, pois esse barulho constante incomoda os gatos (aliás, quem não se incomodaria, não é mesmo??)

 

Telas:

Gatos são espertos e hábeis, mas também têm seus momentos de distração. Por isso é muito comum gatos caírem da janela de apartamentos e terem sérias lesões ou morrerem. Então, se você ama seu gato e mora em apartamento, instale telas em todas as janelas. Não pense que seu gato é esperto. Acredite: todos os gatos que caíram de janelas pareciam ser tão espertos quanto o seu. Se você mora em casa, pode instalar telas nos muros e portão para que ele não acesse a rua. Saiba mais sobre as telas de proteção aqui.

Saúde:

Vacine seu gato adulto anualmente, e dê vermífogos e antipulgas a cada 6 meses (em gatos que vivem dentro de casa) ou a cada 3 meses (em gatos que passeiam na rua). Observe sempre seu apetite, urina, fezes e comportamento, e leve-o ao veterinário caso note alguma alteração.

Castração:

Sua gatinha pode gerar até 12 filhotes a cada ano. O que você pretende fazer com eles? Para evitar abandono e maus-tratos, castre sua gatinha! Além disso, a castração torna os animais mais caseiros, o que ajuda a evitar brigas por territórios com gatos da região, doenças, envenenamentos, acidentes e maus-tratos. Saiba mais aqui.

Gostou dessas dicas? Então imprima um mini guia pra você! Clique aqui para baixá-lo.

E quando pintar alguma dúvida, pesquise, questione, leia, converse com o veterinário. Sempre procure melhorar a qualidade de vida do seu bichinho.

Veja também a lista de livros sobre cães e gatos que nós preparamos pra você!

Fontes: Adote um Gatinho e PremieR – Manual do Filhote – Gatos.
Este post foi revisado pela veterinária Claudia Kantz.

Leave a Reply

23 Comentários

    • Fabiana Xavier

      Que lindo Ana! Adoção é um grande ato de amor!

      • I can’t hear anhyitng over the sound of how awesome this article is.

  1. vanice da silva

    o olhos do meu gatinho lacrimejam muito o que fazer

    • Natalia Kelbert

      Oi Vanice, pode ser apenas uma pequena irritação nos olhos, mas se ele vem lacrimejando muito há vários dias, é preciso levá-lo ao veterinário! Ele pode estar com alguma alergia ou outro problema, e só um veterinário tem como dizer exatamente o que fazer, depois de examiná-lo. Boa sorte!

  2. Alice

    Olá, eu tenho um gato muito agressivo ele morde todos da casa, mas ele também é muito ciumento e carente, queríamos adotar uma gata para ele não se sentir sozinho sempre que saímos, mas tenho medo dele bater nela e a gente ter que da-la para outra pessoa, o que eu posso fazer pra isso não acontecer?

  3. Natalia Kelbert

    Oi Alice,

    Esse texto tem várias dicas para ajudar a controlar a agressividade do seu gatinho: http://site.amigonaosecompra.com.br/como-socializar-seu-gato/.

    Sobre adotar uma gata, eu geralmente recomendo isso sim, mas lembre-se que ela deve ser castrada, hein! Senão em alguns meses você terá uma casa com dezenas de gatinhos pra todo lado.

    Você pode procurar uma gatinha aqui mesmo no site: http://www.amigonaosecompra.com.br/pets. Nesse link você vai encontrar gatinhos cadastrados por vários protetores de animais de todo o Brasil. Ao se interessar por um gatinho, converse sobre esse seu medo com o protetor. Ele poderá te indicar um filhote, ou um gatinho bem calmo que facilite a socialização.

    Depois volta aqui pra contar como termina essa história, ok?

    Boa sorte!

  4. Nilza Oliveira

    Adorei as dicas. Gostaria de dizer que a minha vida se divide entre antes e depois de ter gatos. Aprendo cada dia uma coisa nova . Tive 3, castrei todas no primeiro cio, 8 anos depois uma teve insuficiencia renal, embora sempre tenha me preocupado com alimentação de qualidade e sempre tenha o cuidado de oferecer agua fresquinha; a outra foi envenenada com um sachê de comidas mesmo dentro da validade. Sofri e ainda sofro muito pois elas aquecem meu coração. Agora só tenho Bianca que é minha alegria, mas noto que tem estado um pouco tristonha, queria dar-lhe uma irmãzinha (filhote) mas ela é muito ciumenta e temo que não aceite. Teria algum método mais adequado de fazer com que ela vá ceitando a presença de outro gato na casa sem que haja risco de brigas ?

  5. A gata da minha prima é muito fofa mais ela mora em um apartamento em recife.A GATA QUE SE SE CHAMA BELA ela não quer passear de dia ela prefere horarios em que o porteiro apaga as luzes em horarios como meia noite as vezes ate mais tarde existe um jeito de a gata se acostumar com horarios mais cedos?

    • Natalia Kelbert

      Oi Vitória, é assim mesmo… gatos são bichos noturnos! Com a idade ela vai ficando mais calminha até sossegar em casa… :)

    • Vc pode me responder se é normal sair ossinhos de dentro da minha gata meu pai acha que ela abortou

      • Fabiana Xavier

        Isso não é normal! Leve sua gatinha a um veterinário com urgência!

        Abs

    • Fabiana Xavier

      Olá Bianca,
      Fico feliz que tenha gostado!

  6. João

    Eu me arrependo muito de ter batido em minha gata algumas vezes um pouco forte já que n contro muito minha força, será que a minha gata vai parar de gostar de mim? (mais uma vez eu ficava irritado e me arrependo muito por bater nela, me perdoem.)

    • Olá, João!

      Os animais não são providos de sentimentos ruins como nós humanos. É claro que o ato de bater, pode fazer com ela não se sinta segura ao seu lado e pode querer em alguns momentos fugir ou não querer ficar perto. Nesse caso, você terá que reconsquistar a confiança dela.
      O mais importante é: JAMAIS BATA EM UM ANIMAL! A violência nunca foi solução para nada na vida.
      Mas fico pensando: o que te levou a querer bater na sua gata? Quer dividir sua experiência para que possamos ajudar a melhorar esse relacionamento? Faça parte do nosso grupo no Facebook: https://www.facebook.com/groups/amigonaosecompra
      Vamos te ajudar a ser um pai de gato melhor.

      Um abraço!

Next ArticleDicas para cuidar do seu cão