Enforcadores com garras de metal: um instrumento desnecessário

Já falamos aqui sobre a importância de usar coleiras com guia nos passeios com seu cãozinho. Entre os diversos tipos de coleiras disponíveis no mercado, existem vários modelos de enforcadores, sendo o mais tradicional feito de metal, com garras do mesmo material.

O enforcador é uma espécie de coleira com guia já acoplada, com um dispositivo tipo nó falso, cujo objetivo é travar o cachorro. Quando ele puxa a guia, o dispositivo aperta ao redor do pescoço e, por instinto, o cão deveria parar.

Quando possuem garras, os enforcadores são considerados mais eficientes, pois a pressão destas contra a pele do cão causa um desconforto maior que apenas o estrangulamento, teoricamente impedindo que ele insista em puxar. Mas na verdade, o enforcador com garras de metal não foi pensado pra ser usado desta forma. A maneira correta de usá-lo seria com as garras para fora, de modo a proteger o cão do ataque de lobos e onças, que mordem diretamente o pescoço. Hoje em dia essa utilidade já não existe mais nos centros urbanos, então as garras transformaram-se em meros enfeites. Mas muitas pessoas desavisadas acreditam que elas devem ser usadas viradas para dentro, para aumentar o controle sobre o animal. E é aí que começa o problema.

Se o cão continuar a puxar, as garras irão cravar em sua pele, causando ferimentos. E, em alguns casos, a dor pode não ser suficiente para fazer o cão parar.

Por mais que possuam instinto de proteção e autopreservação, cães são como crianças, ou seja, nem sempre têm capacidade de avaliar todos os riscos e envolvidos numa situação e muito menos prever as consequências. Sob um estímulo suficientemente forte – por exemplo, a presença de outro animal, um susto causado por barulho alto ou a visão de alguém querido a distância – um cão pode puxar a guia com todas as suas forças, mesmo sentindo desconforto ou dor.

Olha como esse cão se machucou por conta do enforcador com garras

Neste caso, se estiver usando um enforcador com garras de metal, quanto mais o cão puxar, mais fundo elas penetrarão em sua pele, podendo causar sérias lesões. Além das feridas já serem graves o suficiente, podem infeccionar se não forem tratadas, causando outros problemas. E, se uma área é continuamente lesionada, pode acabar criando chagas permanentes que, certamente, tornarão o problema mais grave.

É fato que alguns cachorros, principalmente de grande porte, são difíceis de controlar. Mas utilizando técnicas de adestramento e reforço positivo você pode conseguir bons resultados sem comprometer a integridade física do seu cão.

E, se não houver outra maneira, utilize enforcadores sem garras – e sempre com a indicação e orientação de um adestrador, nunca por conta própria. Porém, tome muito cuidado: a guia do enforcador nunca pode ser puxada para cima, pois pode causar morte por estrangulamento. Quando puxar a guia, o faça sempre para a frente ou a lateral. E nunca use nada que possa ferir seu animal. Afinal, você não precisa de um instrumento de tortura para controlar seu amigo.

Agora que você já sabe que não deve usar enforcadores com garras, que tal ver aqui qual o melhor tipo de coleira para o seu cãozinho?

 

 

Leave a Reply

7 Comentários

  1. Pingback: Qual o melhor tipo de coleira para o meu cão? | Amigo não se compra

  2. Juliana

    Bom, gostaria de corrigir a matéria e quem utiliza esse modelo de enforcador. As garras desse modelo são apenas como “enfeite”, se assim podemos dizer, sendo utilizadas para o LADO DE FORA do pescoço do seu cachorro.
    Muitas pessoas se enganam utilizando-as com as garras para dentro e é claro que isso vai machucar, e muito, o pobre cão que só está indo passear ou sendo adestrado.
    Antes de utilizar qualquer produto em seu cão procure saber o seu uso correto para não machucá-lo.

  3. Natalia Kelbert

    Olá Juliana, você tem razão! As garras foram criadas para protegerem o cão do ataque de outros animais, e não para serem usadas para dentro. Atualmente, elas são totalmente desnecessárias. Editamos o texto e acrescentamos essa informação, para evitar qualquer dúvida. Obrigada pelo comentário!

  4. Pingback: Depoimento: uma grande mudança no passeio com os cães! | Amigo não se compra

  5. WILLIAM

    O famoso: MIMIMI. O meu cão sem esse tipo de enforcador sai arrastando qualquer um que o leve para passear. Como o enforcador, ele anda bonitinho do seu lado. O simples fato de existir a chance dele puxar com toda força não torna esse enforcador inútil. Se assim fosse, os remédios que tem risco de causar efeitos colaterais graves com chance de 0,01% não deveriam ser usados, pois há o risco. NADA A VER!

    • Sara

      Se o seu cão sai arrastando qualquer um que leve ele para passear sem o enfocador. É porque você não adestrou ele, então a culpa dele andar puxando e não andar bonitinho é sua.

  6. Bruna Letícia

    é cada uma que aparece na internet.. Procurem se informar mais, está é uma coleira fabricada na Alemanha cujo seu funcionamento é ADESTRAR E EDUCAR seu cão, seu nome é Prong Collar ou Training Collar, ela usada inversamente perde total função de apertar o pescoço do cão pois ela trava, se tornando inútil apenas para enfeite como alguns citaram ai, ela é feita sim para ser usada com as garras para dentro, porém ela é utilizada para adestramento e passeios com os cães, e não pra ficar de coleira. No caso do cão da imagem como estão dizendo que foi um enforcador com garras que fez isso o que pode ter ocorrido com esse cão é ele ter ficado preso com parte da guia para baixo (onde a corrente fica presa) por muito tempo e sozinho, e na tentativa de se livrar do enforcador ele acabou se ferindo… Porém, não foi isso que aconteceu, pois essa imagem está em sites japoneses (se não sabem a língua japonesa, peça alguém que saiba para ler para vocês), onde lá eles utilizam outros meios de tortura para cães, pois se vocês não sabem, lá eles comem a carne dos cães e utilizam todo o tipo de maus tratos que vocês nem sonham.

Next ArticleQual o melhor tipo de coleira para o meu cão?