“Gato tem que ser livre para passear” – derrubando um mito

Existe uma crença popular de que os gatos tem que ser criados soltos, livres para passear à vontade. Vamos derrubar este mito?

Os gatos, assim como os cachorros e outros animais, são como crianças e necessitam da nossa proteção. Quando decidimos cuidar de um animal, o bem estar e a segurança dele passam a ser de nossa responsabilidade. E um gato “livre” corre muitos riscos.

Gatos são extremamente curiosos e as casas vizinhas sempre parecem muito atraentes aos seus olhos. Se tiver um jardim no quintal, então… Mas nem todo mundo gosta de receber animais em casa. Algumas pessoas conversam com o responsável pelo animal. Outras apenas assustam. Mas algumas, infelizmente, podem cometer atos de crueldade, como envenenamento, queimadura com água fervente e tantas outras atrocidades que vemos por aí.

Na rua, além do risco oferecido por “humanos” cruéis, os gatos podem sofrer acidentes. Quem já teve oportunidade de ver dois machos brigando, sabe que eles esquecem do mundo à volta e, se tiverem que ir para o meio da rua, não pensam duas vezes! E, em caso de contato com um animal doente, seu gatinho pode adoecer também. Rinotraqueite, esporotricose e AIDS felina são apenas alguns exemplos de doenças adquiridas via contato com animais infectados.

Além disso, o mecanismo que permite que os gatos enxerguem no escuro torna-se uma ameaça para eles quando estão nas ruas à noite. Para enxergar bem no escuro, o gato precisa manter sua pupila totalmente dilatada. Acontece que, à noite, os carros andam com o farol ligado. Ao olhar diretamente para a luz do farol de um carro, a pupila do gato não se contrai instantaneamente e, por alguns segundos, ele fica cego. Daí os vários casos de atropelamento.

O gato merece ser livre sim. Livre para brincar, explorar a residência, ter acesso a todos os cômodos… Mas sempre na segurança de sua casa.

E, no caso de apartamentos ou casas com mais de um andar, não esqueçam que as telas de proteção são fundamentais! Saiba mais sobre as telas de proteção aqui.

Clique aqui e veja mais dicas sobre como cuidar do seu bichinho!

 

Next ArticlePetiscos saudáveis para o seu melhor amigo