Maisha: uma surpresa no ano-novo

Maisha com sua mamãe Wanilda

Olá! Meu nome é Maisha. Tenho mais ou menos 4 anos e meio… e vou contar minha história!

No dia 1 de janeiro de 2011 fui atropelada. Fugi da minha casa por conta dos fogos de artifício do Ano Novo… e nesse dia aconteceu o acidente. Algumas pessoas que estavam em um prédio almoçando escutaram o barulho da batida do carro e me viram jogada na calçada. Essas pessoas se uniram e me levaram para um hospital e constataram que as minhas pernas traseiras estavam paralisadas. Um dos casais me levou para casa e todos começaram a cuidar de mim: vários remédios, alimentação, fraldas, amor… Me levaram a vários médicos e todos disseram que talvez pudesse voltar a andar…mas nada garantido. Mas nada…

Maisha na época do acidente

Passaram-se alguns dias e apareceu uma pessoa que tinha interesse em me adotar, pois estava procurando um cachorro de porte pequeno que tivesse alguma deficiência para adotar. Só dependeria da socialização com os outros cães da casa. No dia 18 do mesmo ano fui´para minha nova casa, com minha nova mãe e irmãos! Fui levada a varios especialistas, até com possibiliade de fazer uma inserção de células tronco. Mas no último exame foi diagnosticada a impossibilidade, pois minha medula está totamente seccionada!

Hoje, apesar de não andar e não sentir quando faço minhas necessidades (tenho que usar fraldas 24 horas por dia), sou muito feliz! Recebo muito amor de todos… tenho minha mãe que me ama muito, e dois lindos irmãos: Juninho e Layla. Frequento uma creche em que vou todos os dias. A minha vet e madrinha cuida de mim para minha mãe poder trabalhar, pois preciso de cuidados especias. Minha mãe sempre diz que sou um presente de Deus… e acho que sou mesmo especial, pois Ele me deu a chance de ter uma nova familia!!! Quando fui resgatada me deram o nome de Esmeralda. Mas minha mãe quis mudar para Maisha… que signifiva VIDA!!!!!!!!!!!!!

Maisha, cadelinha adotada pela Wanilda Borges

…e agora, com seus irmãozinhos!

Gostou da história? Conheça os peludos que esperam pela mesma sorte que a Maçã e o Fughi.

Leave a Reply

1 Comentário

  1. tive o privilégio de poder cuidar e conviver com a Maisha, durante um tempo que trabalhei na creche em que ela fica, essa cachorrinha e sua dona são realmente muito especiais.
    Adorei poder participar um pouquinho da vida e da rotina delas e pude ver o quanto ela é cuidada e amada por todos . PARABÉNS Wanilda e Dra. Renata por tanta dedicação e amor!!!!

Next ArticleFicar com meu gato ou com meu namorado alérgico?