15 Mitos e verdades sobre cães e gatos

Gatos pretos dão azar? Os cachorros são mesmo os melhores amigos do homem? E aí, mito ou verdade? O mundo dos peludos é rodeado de suspenses deliciosos de serem desvendados. Quer descobrir o que é verdade e mito? Vem com a gente!

1- Quando o focinho do cachorro está quente e seco é porque ele está doente

MITO. “O natural é o nariz estar úmido e mais frio, porém, pode ficar por alguns momentos seco ou quente e não ter nenhum outro sinal clínico. É preciso ficar atento a outros sintomas e ao seu comportamento”, informa Mariana Mauger, veterinária e farmacêutica da DrogaVET ao site Dicas de Mulher.

2- Gatos não gostam de banho

MITO. A Drª Mariana explica que “existem gatos que gostam de banho, sim, varia conforme os cuidados recebidos dos responsáveis.” Lembrando: a água deve ser morna e nem todos os gatos precisam ou devem tomar banho. Em caso de dúvida, consulte seu médico veterinário de confiança. 

3-  Quando o cachorro abana o rabo significa que ele está feliz

VERDADE. De modo geral significa felicidade, mas algumas vezes pode significar que algo chamou sua atenção. “Para fazer este tipo de leitura comportamental é necessário ver o animal como um todo. Por exemplo, o abanar com o rabo para cima e postura ereta é sinal de alerta; mas se ele estiver mais descontraído é sinal de felicidade”,  relata Mariana ao site Dicas de Mulher.

4- Castração faz bem para machos e fêmeas

VERDADE. Especialmente para controle de natalidade é a melhor opção! Milhares de animais sofrem com abandono diariamente e além de filhotes indejados, a castração ainda evita doenças como câncer de mama nas fêmeas e câncer de próstata nos machos. Para informações sobre locais que realizam castração com preço reduzido basta clicar aqui e aqui

5- Adotar um animal adulto é arriscado, pois ele provavelmente não se acostumará com a casa e a família

MITO. Aqui mesmo no blog, já contamos várias histórias de adoção tanto de cães, quanto de gatos que foram adotados adultos e tiveram finais felizes. Já até contamos a história da Natalia que adotou a Rabisca já adulta. Elas estão muito felizes até hoje! O importante é respeitar as necessidades de cada animal, sempre com muito carinho e amor. Quem não se acostuma com amor?

6- O gato ronrona porque está feliz

VERDADE. “Assim como o miado, o ronronar é uma forma dos gatos demonstrarem sentimentos. No geral, os gatos ronronam quando estão tranquilos, felizes e satisfeitos”, informa Mariana.

7- É necessário sedar ou dar tranquilizante aos animais antes de viajar com eles

MITO. Conforme explica Mariana ao site Dicas de Mulher: “Essa não é uma afirmativa absoluta. O melhor a se fazer é consultar um veterinário sobre a melhor conduta a ser tomada. Geralmente, os donos medicam seus animais, pois, com o balanço do veículo, eles podem se sentir enjoados e vomitar. Uma dica é sempre alimentar o gato ou cachorro até no máximo três horas antes da viagem. Mas isso vai depender muito do comportamento do animal.” Aproveite e confira como viajar de carro e ônibus ou avião com seu peludo.

8- Gatos e cachorros devem ser vacinados anualmente

VERDADE.  “Quando filhotes existe uma série de vacinas que devem tomar logo nos primeiros meses, mas depois é mantido só as anuais de reforço. No caso dos cães: Vacina Octupla, raiva e de gripe. No caso dos gatos, a quádrupla felina e a raiva”, explica Marcos Fernandes, veterinário homeopata e psicanalista ao site Dicas de Mulher

9- Cães enxergam somente branco e preto

MITO. “Eles enxergam menos tons de cores, mas não em preto e branco”, informa Fernandes.

10- Cães de raça apresentam mais problemas de saúde do que um cachorro vira-lata

VERDADE. Animais sem raça definida são mais resistentes do que animais de raça. Isso se deve ao fato de que, animais de raça surgem de cruzamentos genéticos forçados. Esses cruzamentos geram “animais exclusivos” mas que por conta dessa mistura de genes, exigem cuidados especiais. 

11- Humanos passam resfriados para cães e gatos ou vice-versa

MITO. Cães e gatos não transmitem gripe ou resfriados para humanos, assim como os humanos não transmitem para eles. Os agentes virais são diferentes entre os felinos, caninos e humanos. 

12- Gatos transmitem asma

MITO. A asma é uma doença alérgica respiratória que ocorre em humanos por algum tipo de predisposição genética, podendo ocorrer crises por contato com ácaros do ambiente e em contato com gatos ou cães que estejam com ácaro em sua pelagem, mas o gato em si não transmite asma.

13- Grávidas e bebês não devem conviver com animais

MITO. Existem algumas doenças que são transmitidas de animais para os humanos, mas isto não significa que grávidas e bebês devam ser privados deste convívio. Animais devidamente vacinados, desverminados e vivendo em um ambiente limpo podem manter contato tanto com as futuras mamães, quanto com as crianças. A doença mais temida é a toxoplasmose e nós já falamos sobre o tema nesse link

14- Cães podem cruzar mesmo depois de castrados

VERDADE. Machos são atraídos pelo cheiro que a fêmea libera durante o período do cio. Mesmo sendo castrados irão cruzar, porém, não haverá fecundação.

15- Animais ajudam a combater a depressão

VERDADE. Os animais são utilizados em muitos tipos de terapias, inclusive, contra a depressão. Não é à toa que os bichinhos são considerados os melhores amigos dos seres humanos. Ainda na dúvida, confira esse post  em que provamos por a + b, que os animais são ótimos antidepressivos.

 

Voltando aos gatos pretos que citei no inicío, gente: gatos pretos não trazem azar. Esse é mais um mito, muito mito, “mitaço” que vem de séculos atrás, aliás, já explicamos nesse link toda essa história. E sobre o cachorro ser o melhor amigo do homem, eu também discordo. Pra mim o animal considerado o melhor amigo do homem é aquele que ele tem, seja cachorro, gato ou tartaruga.

Mas vamos lá, seja sincero hein, qual desses mitos você acreditava ser verdade e qual dessas verdades você acreditava ser mito? Conta pra gente aqui nos comentários.

Semana que vem a gente volta com mais dicas e cuidados pra vocês, até lá! 🎈

Fontes:

Banner Amigo adotar

Next ArticleVeja como escolher o bebedouro ideal para o seu gato