Não posso mais ficar com meu cachorro. O que fazer?

A gente vive falando aqui que amigo não se compra e nem se abandona. Mas sabemos que muitas vezes a permanência do bichinho com a família é inviável, ainda que não falte amor por ele. Por exemplo, se a pessoa já não tem condições financeiras de cuidar daquele bicho, quando há um caso de doença grave na família ou simplesmente quando a personalidade do bicho não se encaixa com o dia a dia da família. Muitas vezes, assumir que não tem condições de oferecer o que o animal merece é um verdadeiro ato de amor.

Nesses casos, o que fazer?

A gente recebe muitos emails aqui no Amigo, de pessoas querendo doar seu pet à um abrigo. E nossa resposta é sempre a mesma: os abrigos estão todos lotados, pois o número de abandono é muito maior do que o de adoções! Portanto, cabe ao responsável pelo bichinho conseguir uma nova família que possa oferecer todo o afeto e cuidados que ele precisa. Isso se chama doação responsável, e não é algo difícil de ser feito. Por isso, hoje vamos contar a história da Marianna, que passou por uma situação complicada e precisou doar seu cãozinho Marshall.

A história do cãozinho Marshall

A Marianna é casada, mora em uma casa com um quintal enorme e tem dois filhos pequenos. Um dia, ela e o marido decidiram que era o momento de ter um cachorrinho para fazer parte da família. O escolhido foi Marshall, um cãozinho lindo, inteligente e com muita energia para brincar com as crianças. Tinha tudo para dar certo, não é?

Mas não deu.

Em pouco tempo, Marshall cresceu e ficou muito forte, a ponto de machucar as crianças com suas brincadeiras. Nessa mesma época a mãe da Marianna ficou com a saúde muito debilitada e, com a família toda se dividindo entre trabalho e hospital, não sobrou quem desse a atenção necessária ao cãozinho.

“A essa altura, nós já ficamos sabendo que minha mãe estava com câncer e o Marshall não era mais a nossa prioridade. O Marshall precisava de mais atenção do que podíamos dispor. Nós achamos que o adestrador resolveria tudo sozinho, mas não é assim que funciona.”

Sem passeios e sem uma companhia que o ajudasse a gastar toda a energia, Marshall passou a brincar com os objetos da casa e colocar sua própria saúde em risco, destruindo objetos como os fios de iluminação do jardim e a rede de proteção da piscina.

“Uma dica que eu gostaria de compartilhar é que, quando você for pegar um cachorro, você deve se informar muito pra ver se o perfil comportamental dele é compatível com o estilo de vida que você leva.  Se informar se o cachorro tem muita energia e saber que você vai ter que levar ele pra passear e gastar energia todo dia.  Os cachorros precisam de alguma coisa que o ajude extravasar a energia que eles têm. Uma coisa que o adestrador falou foi que os cães não fazem diferenciação entre o que é brinquedo e o que é objeto que ele não pode destruir.”

A dor da decisão

marshall

Marshall ainda filhote, no dia que chegou em casa.

Nessa fase, seu marido já queria dar o Marshall mas a Mari já estava muito apegada e não deixou, até porque se sentia muito responsável por ele. Eles tentaram se adaptar trocando o cãozinho de lugar, mas pra onde ia, destruía alguma coisa. Então ela concluiu que não seria justo deixar o Marshall ali vivendo uma realidade infeliz, e por fim admitiu que ele merecia uma realidade melhor. Então eles tiveram a ideia de divulgar no Facebook, mas de um jeito muito especial.

“A gente queria que ele ficasse com alguém que tivesse bem essa noção de que ele era um filhote, que precisava de bastante atenção. Então tinha que ser alguém que entendesse e gostasse muito de cachorro, pois não queríamos que ele saísse da nossa casa para se decepcionar com outra família. E o nosso anúncio no Facebook foi exatamente assim, falamos tudo o que ele destruiu, contamos sobre exatamente como ele era, não escondemos nada! E para nossa surpresa, na mesma noite que postamos o anúncio, tinham quinze pessoas querendo adotar.”

O final feliz

O Marshall saiu na manhã seguinte, adotado por um rapaz que pratica triatlo com a esposa e tem mais cinco cachorros em casa. Ele ficou super feliz com o Marshall porque iria ter uma companhia pra praticar corridas e caminhadas, além de ter uma casa com quintal grande. Ele é fotógrafo de natureza e hoje leva o Marshall a vários passeios que antes ele não podia fazer.

“Levá-lo para um canil nunca foi uma opção para nós. O amávamos demais para isso!”

O novo dono falou que eles poderiam visitá-lo quando quisessem e ainda mandou fotos do primeiro dia dele na casa nova. Até hoje, as famílias trocam e-mails para saber como Marshall está.

“Quando o Marshall saiu eu fiquei muito triste, chorei bastante, mas também me alegrou saber que ele estava bem, feliz e que estava recebendo a atenção e o amor que eu não pude dar.”

6 Dicas para uma doação responsável:

  1. Primeiro, tenha certeza de que você já tentou todas as alternativas para o bem-estar do bichinho. Um espaço apropriado, atenção suficiente, ajuda de um adestrador, entre outros.
  2. Não leve o animal a um abrigo, pois provavelmente ele passará o resto da vida lá – principalmente se for adulto. O número de abandonos ainda é muito maior do que o de adoções. Além disso, por mais que os protetores se esforcem ao máximo, a vida nos abrigos costuma ser sofrida, em espaços apertados, brigas ou até mesmo escassez de comida.
  3. Divulgue o bicho nas redes sociais e em sites de adoção, como o Amigo Não se Compra.
  4. Procure uma família que goste de animais e que saiba cuidar. Neste post damos dicas para você encontrar uma família incrível.
  5. Ao divulgar, seja sincero quanto à personalidade e eventuais cuidados especiais de que o animal necessita, como nessa história da Marianna que contamos acima.
  6. Se possível, doe o bicho já castrado; assim você garante que não haverá ninhadas de filhotinhos precisando de um lar. Além disso, a castração ajuda a evitar comportamentos indesejados como brigas ou urina para demarcar territórios, o que diminui as chances do próprio bicho ser abandonado pela nova família.

Quem ama cuida, e doar muitas vezes pode ser um ato de amor!

Espero que tenham gostado do post de hoje. Semana que vem a gente volta com mais dicas e cuidados pra você, até lá!

 Banner Amigo adotar

Leave a Reply

134 Comentários

  1. Patrícia Barcelos

    É uma pena que, na prática, as pessoas na verdade são bastante intolerantes com quem precisa doar seu animalzinho. Passei por uma experiência terrível. Precisava (e continuo precisando) encontrar uma outra família para minha cadelinha, pois mudei para um apartamento que é muito pequeno, fico fora o dia todo, só chego em casa às 23h e minha cadela está há quase um ano sofrendo muito com essa rotina. Fiz um post num grupo no Face pedindo ajuda para encontrar um novo lar para a Bia e quase fui linchada virtualmente. Um monte de juízes da vida alheia, que sequer me conhecem, mas se acharam no direito de me criticar, ridicularizar e ofender publicamente. Se eu fosse uma irresponsável sem coração, teria a abandonado. Mas, não o fiz nem vou fazer, apesar de ver o quanto ela está triste. Mas, as pessoas preferem criticar os outros do que praticar a empatia e tentar ajudar.

    • Fabiana Xavier

      Olá, Patrícia!

      Algumas pessoas são muito cruéis, sim. A vida não é uma eterna planície e a gente se planeja mas no caminho algumas coisas acontecem e somos obrigados a refazer a rota. Irresponsáveis são os que param o carro na estrada e deixam o cachorro a própria sorte. Nesses casos sim, somos totalmente contra.

      Agora, você está sendo responsável. Viu que não há mais condições e está em busca de um novo lar. Imagino que também esteja sofrendo com a situação, mas amar em alguns casos é também saber se despedir.

      Você já cadastrou a Bia no nosso site? http://www.amigonaosecompra.com.br.
      Espero que você consiga pais maravilhosos para a Bia! Vamos ficar na torcida para que tudo fique bem para vocês.

      Um abraço!

    • ALINE

      NEM ME FALE. ESTOU EM UMA SITUÇÃO IGUAL , NAO PUBLIQUEI AINDA PARA DOAÇÃO , MAS JA SEI COMO SEREI CRITICADA E ISSO ME LEVARIA AINDA MAIS A ACHAR Q ESTOU FAZENDO A COISA ERRADA. MAS ESTA MUITO DIFICIL ELES SEM ESPACO E EU SEM TEMPO.

      • Fabiana Xavier

        Olá, Aline!

        Tenho certeza que algumas pessoas vão falar que você está abandonando seus cachorros. Mas encontrar um novo lar é bem diferente de abandono. Muitas vezes planejamos coisas e depois temos que refazer todo o planejado pois situações diversas aconteceram.
        Faça o que seu coração pedir. Faça o que for melhor para seus peludos. Se tiver que doá-los, encontre uma família bacana que você confie e tenha certeza que eles serão tão amados lá quanto foram com você.

        Um abraço!

      • Fábio Oliveira

        Mais de um?
        A mesma coisa comigo, posto em facebook, whats app, levo pra petshop pra ver se consigo doar, mas ta complicado

    • Gleine peteira

      Estou precisando muito que me ajudem sou apaixonada pelos meus cães mas está ficando cada dia mais difícil mantê Los eles brigam muito e a minha falta de tempo está ficando quase impossível cuidar deles gostaria de conseguir pessoas que cuidassem deles com carinho eles são muito amáveis mas sei que estão sofrendo muito por ficarem sozinhos se tiver alguém que puder me ajudar eles são mestiços labrador por favor se alguém realmente ama cachorros me ajude está cada dia mais complicado ficar com eles meus vizinhos estão reclamando muito

    • Geralda

      Patrícia, bom dia! Passou pelo mesmo problema. Acolhi um cachorrinho de rua, está comigo há 3 meses. Quando o peguei, ele estava com sarna, carrapato, desidratado. Cuidei dele, dei todo carinho e dedicação, medicação, alimentação correta. Por causa do trabalho fico umas 10h fora de casa. Sio à 6:30 da manhã e só vou chegar a noite, assim, ele passa mais tempo sozinho do que convivendo comigo. Ele não pode passar muito tempo sem alimentar, pois às vezes faz vômito. Estou muito preocupada, pois ele pode passar mal e só verei quando chegar em casa, o que pode ser tarde demais! Procurei amigos e parentes para ficar com ele, mas ninguém quis. Agora procuro pessoas mais distantes. Encontrei uma moça e peço a Deus que ela goste e cuide bem dele, pois é bem enérgico e gosta de mordiscar a gente. É um cachorro inteligente, obediente e muito lindo…. Eu o amo demais, mas preciso pensar mais em sua saúde que no que irão dizer de mim.

      • Fabiana Xavier

        Olá, Geralda!

        Muitas vezes por amar muito, a gente tem que saber dizer adeus… Eu sei que é sofrido, mas acho que você está fazendo o certo e sendo responsável ao procurar um novo lar para ele e não abandonando na rua.

        Desejo que ele encontre uma família responsável que possa brincar e passear com ele!

        Um abraço!

    • Maria Izabel dos santos

      Verdade. Estou passando pelo mesmo problema. Postei no face perguntei os amigos, mesmo bancando com alimentação e vacinas da cadelinha, ninguém quer. Estou desesperada a procura de uma família que a ame. Ela só precisa do amor, lar e carinho….. Mas é mais fácil condenar que ajudar. Abraços querida.

      • Fabiana Xavier

        Olá, Maria Izabel!

        Você pode cadastrar sua cadelinha em nosso site: http://www.amigonaosecompra.com.br. Mas antes de entregar para adoção, recomendamos que converse com o futuro interessado para ter garantias que ela estará em boas mãos.

        Um abraço!

    • Thaíse

      Domingo doei meu cãozinho (6 meses), o que podíamos fazer nós fizemos, adestrar, castrar, passear, mas estava muito inviável, ele destruía tudo e comia, o que levou ele uma vez a quase a morte, sempre passava mal por comer o que não devia. Financeiramente fizemos além do que podíamos, mas a atenção que ele exigia infelizmente não conseguíamos fazer mais do que fazíamos. E morando em um apto pequeno sem varanda, sentia que um cachorro com tanta energia (beagle) não estava tão feliz quanto podia ser. Selecionei bem os interessados a adotar. Ele está em uma família que está ciente de sua personalidade, que nos envia notícias e vemos o quanto ele está feliz, nunca fica sózinho, aos fins de semana terá a companhia de outros animais, passeia pelo menos duas vezes ao dia, está sendo muitooo amado, a família toda gosta de cães, o que faz ter sempre com quem deixar quando forem viajar, sem contar a condição financeira muito superior a nossa, que talvez jamais tenhamos e moram em uma casa grande. Mesmo assim, não imaginava que essa decisão me custaria tanto sofrimento, estou feliz por ele, percebo que ele sendo muito bem tratado, sempre cansado nas fotos de tanto brincar, ver ele correr, coisa que nunca tinha visto me deixou mais conformada, já que no apto e condomínio não podia e nem nos passeios diários na rua. Mesmo assim, estou péssima, sofrendo muito, não imaginava que o amava tanto. Racionalmente sei que fiz o certo mas emocionalmente não. A impressão que tenho, é que esse sofrimento nunca vai passar, a sensação é de luto, culpa, depressão… só não sei se terei a fase da aceitação.

    • Fábio Oliveira

      Concordo com tudo que vc disse Patricia, e pra mim o que mata eh esse comentario do artigo ai em cima falando que “não é algo difícil de ser feito”(se nao fosse dificil o numero de abandonos seria muito menor) toh passando pelo mesmo problema e agora com filhotes da Cadela que deu cria porcausa da fila gigante pra castrar e imprudencia do meu pai de deixar ela escapar. Vc conseguiu algum meio de doar que possa orientar?
      Outra coisa que mata eh que o muita gente nao aceita cachorro que nao eh de raca, foda…
      Tem gente que paga 3 mil reais pra comprar cachorro e nao tem um minimo de vergonha na cara pra adotar…

    • Amanda

      Poxa vida, estou passando pela mesma coisa!!!
      Sofro com muita alergia e adotei um cãozinho com pelagem baixinha, mas meamo assim tenho passado muitos momentos difíceis e além disso saio cedo w volto tarde.
      Procurei ajuda também, mas fui super esculachada e chamada de ireesponsavel por querer que a minha amigona tivesse uma nova família

    • Sara

      É porque quem ama cachorro de verdade, considera o Pet como membro família. E a gente não descarta um membro da família porque escolheu morar em lugar pequeno para ficar mais perto das coisas que nos interessam. Eu não tenho empatia por condutas egoístas. Animal não é brinquedo ou modinha. Se a pessoa não está disposta a sacrifícios, é melhor nunca pegar um animal para cuidar. Tomara que sua cadela encontre adotante que a ame de verdade.

  2. Leandro Ferreira

    Boa Tarde Amigos,
    Estou aqui para pergunta a vcs se alguém se interessa no meu cachorro PIPOCA ele estar com Gastroenterite, não tenho mais condições mais de cuida dede será que alguém se interessa por ele, so entra em contato comigo 21 995067574 ou 989208394
    Sou Do Rio de Janeiro – Pilares

  3. Gente minha cachorra deu cria e aqui onde moro n pode ter mas que 2 cachorro preciso de ajuda o patrão tá até achado ruim já caso se interessa são 4 cachorros 019 9 99634413. Me ajudem

  4. alexandre arcanjo

    Tenho 09 cachorros, não consigo mais dar conta deles, são pulgas, ração cara etc… Alguém tem uma solução?

  5. Daniela

    Não tenho condições de oferecer uma vida que meu cachorro merece. Quero muito ficar com ele mas não posso, vou ter que doar para alguma familia que posso cuidar bem dele. Pois me sinto muito mal em não poder dar uma vida boa para meu cãozinho.

    • Fabiana Xavier

      Olá, Daniela!

      Antes de doar seu peludo, converse com a futura família para se certificar que eles realmente têm condições de ficar com o cachorro e que não irão devolver.
      Deixo também o link do nosso site caso você queira colocar seu peludo para adoção: http://www.amigonaosecompra.com.br/
      Boa sorte para vocês.

      Um abraço!

  6. Patricia

    Boa tarde venho por este meio pedir ajuda tenho uma cadela rafeira ( sem raca) em casa mas neste monento não posso ter ela em casa porque minha filha faz alergia ao pelo e fica constantemente doente. Queria arranjar um lar numa família para quem a quisses pois o meu último caso é levar para o canil coisa que não gostava que ela fosse. A cadela vai fazer 2 anos em maio estrutura média, adora brincar e tem vacinação em dia tem xipe e está registada. Agradeço quem souber de alguém que queira ficar com ela que me diga . O meu endereço patriciadias86@hotmail.com

    • Fabiana Xavier

      Olá, Patricia!

      Por favor a cadastre em nosso site: http://www.amigonaosecompra.com.br.
      Mais de 3 mil peludos já foram adotados através do nosso site, tenho certeza que seu peludo também vai encontrar um lar bem bacana.
      Vamos ficar na torcida.

      Um abraço!

  7. Giovana

    Boa tarde, eu gostei muito do post e queria perguntar se tem problema visitar o pet depois de uma doação responsável. Eu estou precisando doar minhas duas gatinhas porque mei irmão desenvolveu uma alergia muito forte, mas eu gostaria de continuar as vendo mesmo que meu coração fique em pedacinhos na hora de ir. Elas vão sentir falta? Vai atrapalhar a adaptação?

    • Fabiana Xavier

      Olá, Giovana!

      Consultamos a médica veterinária, Drª Cecília Amélia Borges de Almeida CRMVMG 8639, que nos deu a seguinte resposta: “Quando o gato é transferido para um ambiente novo ele demora um tempo até se adaptar, costuma ficar escondido e assustado mas com o tempo começa a explorar o novo lar e vai se adaptando. Se houver algum objeto ou pessoa que ele já esteja familiarizado ajuda muito pois trás mais confiança. Então pode e deve fazer visitas.”
      Espero ter ajudado!

      Um abraço! :)

  8. jennifer marques

    Tenho um yorkshire não posso cuidar dele ele sofreu um acidente caiu do terceiro andar mas ele está andando comendo fazendo todas as suas necessidades mas eu já gastei muito com veterinário e ainda tem mais para se gastar ele estava a venda mas infelizmente aconteceu isso com ele então estou procurando uma pessoa que possa cuidar dele pois eu não posso

    • Fabiana Xavier

      Olá, Jennifer!

      Por favor o cadastre em nosso site: http://www.amigonaosecompra.com.br.
      Mais de 3 mil peludos já foram adotados através do nosso site, tenho certeza que seu peludo também vai encontrar um lar bem bacana. Não esqueça de ser sincera na descrição, informando os motivos da doação. Isso é importante pois evita devolução e contatos frustantes.

      Um abraço!

  9. Anônimo

    Pois é estou com dois aqui que nunca se enquadraram, agora ficam em um corredor escuro com muros de 4 metros de altura porque não deixavam ninguém dormir latindo incessantemente na frente da casa, onde tiveram que ser removidos, só que ninguém quer esses cachorros muito menos eu.Eram do meu pai que já morreu. Alguém se habilita a adotar ao menos um deles?
    Sou de porto alegre.
    Quem adotar, realmente estará salvando a vida deles, eu cansei.

  10. Adriana

    Gente, que alívio ler esse post. Há três anos me sinto culpada e indigna de criar um cãozinho por que em 2014 eu infelizmente tive que doar a minha cadelinha.
    Ela é uma pastor belga malinois, ganhei de um grande amigo em um momento muito difícil, eu morava com o meu pai em uma casa grande com um quintal enorme e meu pai viajava muito, ficava meses fora, a Jully foi uma excelente companhia pra mim, mas meu pai decidiu que devíamos nos mudar para um apartamento que também é da nossa família, pois não fazia sentido nenhum duas pessoas morando numa casa tão grande e uma delas passando a maior parte do tempo fora. Depois da mudança infelizmente ficou muito difícil manter a Jully, não havia espaço pra ela correr, não havia um lugar apropriado pra ela fazer as necessidades dela, eu ficava o dia todo fora por causa do trabalho e quando eu chegava ela havia destruído tudo o que via pela frente, eu tinha que comprar uma cama nova pra ela toda semana que ela simplesmente rasgava todas, eu já estava com ela há dois anos e ela nunca havia feito isso, e como se não bastasse, meu pai ficou muito doente, foi diagnosticado com insuficiência renal e assim meu tempo ficou mais escasso ainda, eu tentei de tudo, tentei fingir que tava tudo bem, mas não estava. Depois de quase um ano pensando muito, eu resolvi que eu não poderia mais mantê-la naquela situação, entrei em contato com um conhecido meu que eu sabia que gostava de cachorro, sempre teve cães muito bem cuidados e perguntei se ele poderia adotar minha cachorra e expliquei o porque, ele não pensou duas vezes, aceitou na mesma hora, eu ainda enrolei um pouco pra entregar por que ele aceitou rápido demais rs rs uma semana depois, eu fui leva-la. Foi uma cena muito triste, mas embora me sentisse horrível com aquilo, eu sabia que era o melhor pra ela. Ela ainda está com ele e está muito bem, eu me casei e moro numa casa espaçosa e com quintal novamente, até pensei em pedir de volta, mas eu não poderia fazer isso, ela está há muito mais tempo com ele do que ficou comigo e sofreria novamente. É isso gente.

    • Fabiana Xavier

      Olá, Adriana!

      Obrigada pelo seu depoimento tão sincero! Muitas pessoas passam por situações como a sua e a forma como lidou com isso, ainda que com dor, foi sem dúvida um ato de amor com à chorrinha. Você fez o certo, infelizmente passamos por situações inesperadas e temos que repensar algumas atitudes. Foi o que você fez: buscou a responsabilidade que tinha para si, encontrou um novo lar para ela e sabe que ela está feliz.
      Não se culpe se não deu certo. Não deu certo naquele momento, mas hoje pode dar. Eu indico pra você, oferecer um lar temporário para um outro cãozinho. Assim já sabe que vai ficar com ele por um período determinado até que ele encontre um lar definitivo. Um animal muda muito a nossa rotina, traz gastos e novos sentimentos. Acho que um lar temporário vai te ajudar a decidir se já esta preparada ou não para ter um novo peludo definitivamente. O que acha?
      Parabéns por sua atitude tão nobre de reconhecer e buscar novas soluções! <3
      Um abraço!

  11. Kely

    Tenho um cachorrinho yasa, inteligente , esperto, tem 6 anos quase. Comprei ele com mês de vida, nenhum problema de saúde, me mudei para apartamento e com novas mudanças da adm do prédio não posso mantê-lo . Dessa forma preciso doá-lo. Se alguém tiver interesse, segue meu e-mail . Abraço, ótimo dia !
    Kellysindeaux@yahoo.com.br

  12. Kailaine

    Eu estou desesperada, minha mãe pegou primeiro minha cachorra Pituka em frente á um mercado no começo de 2016 fiquei muitos feliz pois eu sempre quiz ter uma cachorra <3 Agora no começo de 2017 ela pegou outro cãozinho chamado Marley o nome que nós demos a eles dois ano passado foi o melhor ano da minha vida e esse estava começando a ser por que eu me identifiquei com o cãozinho é come se agente tivesse uma ligação ele e minha cachorra eram meus melhor amigo só que ele era muito bagunceiro ele rasgou o forro debaixo da cama da minha mãe rasgou o forro debaixo do sofá (novo) ele era muito energético e eu sempre estive a desposição mais minha mãe nunca falou q ia dar ele por isso Ok mais ele começou a defecar de mais ele estava com quatro meses Faz um mês que minha mãe deu ele e começou a sair verme e meu irmão n queria catar, eu não catava pq eu ja fazia as coisas de casa aí minha mãe deu ele esse último mês está sendo o pior mês da minha viida sinto uma dor profunda no peito eu escrevi pra ela que ia limpar tudo direitinho mas ela n respondeu ele era meu melhor amigo e ngm entende a ligação que eu tinha com ele tres dias depois do meu aniversário levaram ele enquanto eu estava na aula todo dia choro dói muito a saudade está grande de mais sinto que vou ficar louca n consigo viver sem ele por favor me ajudar :'(

    • Fabiana Xavier

      Olá, Kailaine!
      Ter um bichinho em casa é muito divertido, mas também traz responsabilidades. Não podemos ter um cachorro e não cuidar da sua saúde. Para seu cachorrinho estar defecando com vermes, com certeza ele está doente. Mesmo os animais criados dentro de casa, precisam ser vacinados e vermifugados.
      Além disso é preciso dar banho, levar para passear, limpar o coco e lavar o local do xixi, lavar os potinhos de água e comida, trocar a água diariamente. Viu quanta coisa? É bom sim, mas dá trabalho…
      Se ele foi dado para uma pessoa que vai cuidar dele, sinta-se feliz. As vezes quando a gente ama muito, tem que aprender a abrir mão e aceitar que agora ele vai ser feliz com outra família.
      Quando você for maior, conversa com sua família sobre uma nova adoção. Aí você já vai poder ajudar mais ativamente nos cuidados com ele.

      Um abraço!

  13. Ivana da costa

    Preciso doar meu cachorro por motivos de doenças dermatológica e situação financeira no momento não tenho um espaço adequado para comportar o animal, ele tem 10meses é bastante ativo e enérgico precisa de espaço e eu não tenho mais

  14. sarah lidia aves

    Eu tenho um cachorro que ganhei de um abrigo onde morava elenao mora comigo hjmais deixei ele na minha cidade com minha sogra,mais quand opuder vou buscar ele de volta nao vejo a hora de ir la visitar ele, amoo ele he uma graça ficava so atraz de mim eu cuido dele igual uma criança compro tudo para ele levo no pet

    • Fabiana Xavier

      Olá, Sarah!

      Muito legal ver o quanto se importa com seu peludo! Tenho certeza que ele compreende e recebe todo o amor que você dá à ele.
      Espero que possam ficar juntos em breve!

      Um abraço!

  15. Pessoal por favor me ajudem!ME RESPONDE POR FAVOR !Queria saber se minha situação è errada, porque não paro de pensar sobre isso!Comprei um lulu da pomerânia com ja 4 meses, eu já tenho um de 2 anos, e eu comprei esse no mesmo lugar que comprei meu antigo, ele já esta a quase 2 meses comigo, porem ele come o coco do meu cachorrinho mais velho, tentei de tudo, pesquisei o máximo que poderia sobre isso, levei em veterinário etc e penso nisto o tempo todo, ele faz xixi tudo errado, estragou meu sofá, mas confesso que não ligo para isso, mas o fato dele comer coco do meu outro cachorro me afeta de mais, ele ficaria melhor em um lar que só tivesse ele, dai o ponto è , onde eu comprei o cachorro, falaram que eu poderia devolver, e pegar um bem novinho de 60 dias no lugar que ficaria mais fácil para eu adestrar , estou pensando muito nesta situação !È errado eu devolver para onde ele estava?obs:Ele come da melhor ração, esta com vacinas em dia, vermifugo, estou dando coproveti, espirrando spray amargo, passeio com ele todo dia, brinco com ele todo dia, e a coprofagia pode ser que cure e pode ser que não…

    • Fabiana Xavier

      Olá, Juliana!

      A situação é bem delicada. Independente de ser um cachorro de raça, ele é um filhote.
      Então é normal que ele não faça as necessidades no lugar. Você precisa educar e ensinar o local correto de fazer e isso pode levar um tempo. Bem como arranhar e morder objetos que inclui além do seu sofá, sapatos, roupas e o que mais ele ver pela frente. Isso é normal da idade. Não é a parte boa, mas credite, vai passar.
      Sobre ele comer as fezes do outro cachorro, isso é muito ligado a condições de estresse, ansiedade ou depressão. Você deve conversar com o veterinário sobre o melhor tratamento para ele.
      Em relação a devolução do cachorro, bem, é extremamente complicado porque ele já nutre sentimentos por você. Como um cachorro de raça, provavelmente o canil vai dar um desconto para o próximo comprador por já estar grande. Mas as chances de compra dele é maior do que um animal vira-latas quando devolvido. Esses raramente serão adotados quando maiores. Mesmo assim, gostaria que você pensasse bem antes de simplesmente devolver. Não estamos falando de um objeto e compreendo que você não o está tratando assim, no entanto, cada animal tem sua personalidade. Uns serão mais levados que outros mesmo, assim como um dará mais trabalho para adestrar.
      Não posso definir se você pode ou não fazer a devolução, mas peço que pense com carinho sobre isso e como o cachorrinho vai se sentir sendo devolvido.
      Podemos conversar mais a respeito em nosso grupo secreto no Facebook, o que acha?
      Acesse https://www.facebook.com/groups/amigonaosecompra/ e vamos conversar mais sobre o assunto? Podemos trocar mais ideias sobre adestramento e educação.

      Um abraço!

      • Obrigada por sua resposta!Acabei ficando com ele, creio que ele vai melhorar tb!Eu entrei no grupo , porque dicas de adestramento è o que preciso neste momento rs abracos!!!!!!!!!S2

        • Fabiana Xavier

          Que ótima notícia, Ju!

          Fiquei muito feliz em saber que você ficou com ele! <3

          Um abraço!

  16. Alberto

    Boa tarde todos cria q me ajudasse eu tenho uma cadela q adotei só q me falaram q ia ser cão pequeno aí ela ficou grande …mais não é pr isso q cria dar alguém confiança problema tá na minha mãe ela tá doente tem alzam aí fica difícel e eu tou viver no apartamento mais difícel é se poder ajudar agradeço obg todos

  17. Isaac Sharon

    Hoje tomei essa decisão, minha história é parecida com a do casal…ganhei meu cachorro filhote faz 1 ano e meio e a medida que ele cresceu também ficou forte e muito energético, na época sabia que ele cresceria tanto e eu teria que disponibilizar tanto tempo para ele…e estou em período de vestibular e acaba me prejudicando muito, hoje ele vive estressado e eu mal tenho tempo de passear com ele…e o pior é que isso acaba afetando todos da casa, os altos latidos…mas eu o amo muito, não foi uma decisão fácil…mas pensei que não posso ser egoísta, ele também tem uma vida e meu tio que gosta muito dele se dispôs a cria-lo.

    • Fabiana Xavier

      Olá, Isaac!

      Um adoção antes de mais nada, precisa ser muito bem pensada. No seu caso, foi um presente. Por isso a gente levanta a bandeira que animais não são brinquedos. Não podem ser dados como presente como quem dá um par de sapatos. Mesmo sendo um presente, o futuro responsável precisa ser consultado e então ele deve definir que gostaria de ter um animal ou não. Mais que isso, se pode arcar com os gatos e se dispõe de tempo para ter um animal.
      O que você fez está correto: buscou uma pessoa de confiança que poderá ficar com ele e cuidará bem. :)

      Um abraço!

  18. bom dia ,
    tenho um amigão docil , brincalhão e muito carinho que se chama sushy.
    sharpei / vira lata .
    devido a mudança para um apartamento não tenho mais condições de ficar com ele, o amo de mais e é com o coração partido que venho escrever essa mensagem . ele tem aproximadamente 2 anos e quero encontrar outro pai ou um mãe que o queira amar tanto quanto o amo.

  19. Bom Dia eu tenho um sharpei brasileiro a 5 anos só que ele pegou uma doença de pele e não tenho condições de fazer o tratamento dele pós estou desespregada a mas de um ano .
    O Shampoo que o Dr. Passaou custa 500 reais com 2 litros do remedio diluido e um remedio com omega 3 pos ja passou de 5 anos.
    Quem puder dar um lar a ele e fazer o seu tratamento não ira se arepender ele e muito carinhoso .

    • Fabiana Xavier

      Olá, Carla!

      Mesmo sendo um cachorro de raça, acredito que será bem difícil doá-lo doente. Não estou dizendo que será impossível, mas estou falando a realidade. Principalmente pelo valor que terá que ser gasto mensalmente com ele.
      Mas, você pode cadastrá-lo em nosso site: http://www.amigonaosecompra.com.br/
      Enquanto você não consegue um novo lar, indico o site vakinha.com, além de pedir dinheiro aos amigos e familiares, você também pode realizar rifas ou fazer alguma coisa para vender como bolos, doces, saladas de potes (comida sempre tem um bom apelo e costuma vender bem). O importante é que você não o abandone nesse momento em que ele mais precisa de você.
      Eu entendo que você não pode dar todo o suporte que ele precisa no momento, mas enquando não consegue um novo lar para ele, tente nossas dicas.

      Boa sorte!

  20. camila

    ola! quero divulgar minha cachorrinha aqui, como faço?

  21. Leticia

    Olá, estou morando na casa da minha mãe de favor. Ela não quer mais o Thor cachorro aqui na casa dela,não tenho pra quem da é nem onde ele possa viver .Esta sendo muito difícil, mais ela grita com ele e eu tenho medo em um descontrole dela o que ela possa fazer. Ele é lindo docio e brincalhão, tem 3 anos é misturado. Cocker com Pitbull é macho
    Algu pode me ajudar a conseguir um lar pra ele por favor tenho até o final do mês. Ela não quer ele mais aqui até sexta feira dia 25 /08 .não sei o que fazer pelo amor de deus me ajudem.

    • Fabiana Xavier

      Olá, Leticia!

      Você pode cadastrá-lo em nosso site: http://www.amigonaosecompra.com.br.
      Como o seu prazo é bem curto, tente conseguir um lar temporário com algum amigo ou familiar. Além disso, há canais que você pode utilizar enquanto não consegue uma adoção, o http://www.doghero.com.br é uma plataforma que tem babás de cachorros e você pode conversar com algumas pessoas e tentar um preço especial, fazer um pacote, talvez, até que você consiga um novo lar para ele.
      Lembrando sempre que, abandono de animais é crime. Você deve ficar com ele até conseguir um novo lar. O cadastre em nosso site, divulgue nas redes sociais, tente conseguir um lar temporário com amigos e parentes.

      Vamos ficar na torcida para que ele consiga um lar rapidinho!

  22. Allana

    Eu peguei uma cachorrinha sábado (26) era o que eu vinha pedindo a minha mãe, só que… des de domingo, eu acho que fiz a escolha errada, eu pedi bastante pra minha mãe, e eu já até comentei com ela que eu acho que não queria mais a cadelinha, mas ela disse que não ia devolver, lá onde ela estava, ela era maltratada, chegou aqui em casa muito tímida, mas agora já está mais solta.

    Minha casa é pequena e acho que não tenho condições de criar ela… mas acho que minha mãe não vai me dar ouvidos. Eu fiquei muito animada quando ela chegou, só que agora quando eu olho pra ela me dá um nó na garganta e.. eu não consigo brincar com ela, eu queria muito gostar dela só que… eu não sei.

    • Fabiana Xavier

      Olá, Allana!

      Acredito que você tenha se precipitado na adoção da cadelinha, mas seria cruel devolver a cadelinha para um local que você já sabe que ela será maltratada. Mesmo tendo sido uma adoção precipitada, você é responsável por ela agora.
      Utilize nosso site para encontrar uma nova família para ela: http://www.amigonaosecompra.com.br
      Mas certifique-se que os novos responsáveis cuidarão bem dela.

      Um abraço!

  23. Thiago Sargiani

    Boa tarde boa tarde amigos venho por meio deste canal pedir ajuda de vocês pra que arrumei o mar pra mim a cachorrinha já tentei várias formas e não consegui minha esposa não pode mais limpa as necessidades e ela não faz quando levamos pra fazer fora se tiver alguém por favor entre em contato urgente 977878926
    Raça poodle com pinther idade 4 anos

  24. Camila

    Cachorros muito amáveis, companheiros um do outro e muito bem cuidados. Doc, o vira-lata, foi encontrado abandonado, recém-nascido, no meio do nada. Oito meses depois está forte e saudável. O Duke tem 1 ano e meio, um típico labrador, doce e brincalhão. O ideal é que pudéssemos doá-los a uma única família, a fim de que não se separem. Esperamos que encontrem um novo lar que lhes ofereça a afeição e cuidados que merecem.

  25. Aparecida rm

    SE VOCÊ NÃO TEM CERTEZA DO AMOR QUE VOCÊ SENTE POR ELE, NÃO FAÇA ESSA ORAÇÃO, POIS ELE NUNCA MAIS TE ABANDONARÁ, NUNCA MAIS SAIRÁ DO SEU PÉ E TE AMARÁ PELO RESTO DOS SEU DIAS… Faça e verá o que acontece oração poderosa para amarrar a Pessoa Amada. Em 10 minutos apenas após publicar a pessoa vai te ligar, troque as iniciais entre parenteses importante ter Fé.
    RAINHA MARIA PADILHA que (BVO) nesse momento esteja pensando em mim(CBFN)querendo a todo custo estar ao meu lado, querendo me ver, me abraçar e me beijar, que sua boca sinta muita vontade de me beijar e que sua mente só tenha a minha presença(CBFN).
    Que (BVO) me procure ainda hoje,AGORA me chamando para ficar ao seu lado e dizendo que me ama e que tomou a decisão certa e definitiva. Assim seja! Minha Rainha Pomba Gira Maria Mulambo, Rainha das sete Encruzilhadas, peço assim: vá onde (BVO) estiver e faça com que ele não descanse enquanto não falar comigo (CBFN), pelos poderes da terra, pela presença do fogo, pela !inspiração ! do ar, pelas virtudes das águas, invoco as 13 almas Benditas.
    Pela força dos corações sagrados e das lágrimas derramadas por amor, para que se dirija onde (BVO)estiver e que ele me dê muito amor, carinho e queira ficar COMIGO *(CBFN)PRA SEMPRE. Que (BVO) jamais deseje outra pessoa QUE NÃO SEJA EU (CBFN), e que ele tenha olhos só para mim (CBFN).
    Salve Pomba Gira Maria Mulambo, Rainha das sete Encruzilhadas, te peço assim: Gira, vai mulher gira, gira ao meu favor, gira ao meu favor e traga (BVO) pra mim (CBFN).
    E pedindo assim: Ar move, fogo transforma, água forma, terra cura, e vai girando, e a roda vai girando, vai trazer para mim (BVO) de volta o mais rápido possível, louco e muito apaixonado, que dessa vez ele volte definitivamente pros meus braços. Que (CBFN) ame somente a mim (CBFN) e me faça muito feliz. Que seja carinhoso comigo(CBFN), que não consiga olhar para nenhuma outra pessoa que não seja eu (CBFN).Que se sinta bem somente ao meu lado, que sinta minha falta e venha ao meu encontro, e me peça para que eu nunca o abandone!
    Que (BVO) queira ficar comigo (CBFN) PRA SEMPRE.
    Assim seja, assim será, assim está feito.
    Salve Pomba Gira Maria Mulambo, Salve Sete Saias, Salve suas irmãs, Maria Padilha, Arrepiada e todas as outras da Falange. Salvem!
    Sete Saias, minha boa e gloriosa princesa, conheço a tua força e o teu poder, te peço atenda o meu pedido. Que (BVO) não durma e não descanse se não tiver a certeza que estamos juntos, que o corpo de (BVO) queime de desejo por mim (CBFN).
    Que (BVO) fique cego para outras pessoas que ele não consiga ver ninguém como pessoa, que outras pessoas nunca consigam chamar atenção dele, somente eu terei esse poder. Que(BVO) não consiga nunca ter desejo e nem fazer sexo com NENHUMA outra pessoa QUE NÃO SEJA EU (CBFN).
    Que (BVO) me assuma de vez em seu coração. Faça Maria Padilha Mulambo, Rainha das sete Encruzilhadas com que (BVO) sinta-se bem somente em ouvir minha voz E QUE ELE ME DESEJE PRA SEMPRE!Que (BVO) sinta por mim (CBFN) um desejo fora do normal como nunca sentiu por ninguém e nunca sentirá.
    Pelos! Sete Exus que acompanham seus passos, rogo e suplico que amarre (BVO) nos Sete nós de sua saia, e nos Sete guizos de sua roupa, somente para mim. Agradeço por estar trabalhando ao meu favor e vou divulgar seu nome em troca desse pedido minha gloriosa Pomba Gira.
    Maria Padilha traga (BVO) para mim hoje, agora e sempre fazendo com que ele se torne MEU definitivamente.
    Ainda que (BVO) resista, que com seu poder Maria Padilha, Rainha das Setes Encruzilhadas sopre o meu nome no ouvido dele para que ele me procure hoje. Que (BVO) não consiga parar de pensar em mim (CBFN), não consiga ficar longe de mim (CBFN), pois terá medo de me perder.
    Que venha feito uma cobra rastejante, humilde e manso, que venha dizendo que me quer sempre ao seu lado, e assim possamos ter um bom convívio.
    Assim, seja e assim será! Eu profetizo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, que (BVO) vai vir correndo atras de mim AGORA louco e apaixonado,o mais rápido possível pedindo para ficar comigo PRA SEMPRE, pois somente minha boca terás vontade e prazer de beijar. (BVO), você vai me assumir de vez em seu coração.
    Confio no poder das Falanges da Pomba Gira, Rainha das Setes Encruzilhadas, cada vez que for lida essa oração, mais forte ela se fará, estarei publicando esta oração como oferenda, pedindo que me conceda o pedido de fazer com que (BVO) fique para sempre comigo. Sei que os Espíritos da Falange da Pomba Gira já estão soprando o meu nome(CBFN) no ouvido de (BVO), e ele não conseguirá fazer MAIS nada ENQUANTO não VIER falar comigo.
    Confio no poder das Setes Encruzilhadas, e vou continuar divulgando essa oração poderosa por sete dias. Que assim seja, assim será e assim esta feito.
    Publique e terá uma surpresa .EM NOME DE RAINHA MARIA PADILHA EU SUPLICO:
    QUE (BVO)VENHA ME VÊ AGORA NESTE INS

  26. Aparecida rm

    Oração para ele me ligar agora
    Senhor, quero que (XXX) nesse exato momento esteja pensando em mim
    querendo a todo custo, mesmo que sem saber porque, me ver, me tocar, me abraçar e me beijar.
    Que a boca de (XXX) sinta uma vontade irresistível de me beijar, e que em sua mente e pensamentos só consiga enxergar a mim, e por isso precisar loucamente de minha presença.
    (Repita sete vezes)
    Me chama, me chama, me chama!
    Me chama, me chama, me chama!
    Me chama!
    Que (XXX) me ligue ainda hoje, ou o mais rápido que puder, me chamando para ficar ao seu lado
    por todo o tempo enquanto o nosso amor for bom para nós dois.
    Eu te agradeço, Senhor. Publicarei 3 vezes para que outras pessoas possam se juntar a mim nessa corrente de fé, na mesma sintonia com a felicidade e amor!

  27. Rosa

    OI, sou a Rosa, obrigada por essas informações.
    Estou precisando doar a minha “melzinha” maltes de 5 anos.
    Estou de mudança para o exterior e infelizmente não tenho como leva-la.
    Sentindo grande remorso de ter q deixa-la e sofrendo como nunca sofri em nenhuma outra ocasião, esse post foi muito confortante. Doar tb e ato de amor.
    Estou me sentindo um pouco melhor.
    Obrigada.

    • Fabiana Xavier

      Olá, Rosa!

      Sabemos que nem todos os países permitem a mudança de animais, você já se certificou se pra onde vai mudar não aceita? Existem algumas regras, mas alguns países permitem…
      Em todo caso, você pode colocá-la para doação em nosso site: http://www.amigonaosecompra.com.br

      Um abraço!

  28. Angélica Teixeira

    Ai estou passando por uma situação muito chata! Eu e minha mãe compramos um golden ano passado, indo na onda de que era uma raça tranquila, mas puxa, se é isso, o nosso Luke é uma grande exceção, pq ele é muito, mas muito agitado… Só sabe ficar pulando em mim e me mordiscando… E pior que eu perco paciência, e eu sei que isso só piora a situação… Mas não sei mas o que fazer… Não sei se conseguiria doa-lo, pq a maioria das pessoas diz que eles se acalmam com o tempo… Ainda não o castramos, e acho que vai ser a última chance pra ele aqui… Já tentamos um adestrador, mas ele só ensinou os comandos básicos, que ele até já sabia um pouco… Eu acho que erramos ao pegar essa raça, por essa falsa propaganda de ser tranquila, nós não temos costume de fazer caminhadas e exercícios, então saímos com ele só uma vez por dia… Creio que um dos nossos erros é esse… Não queria mesmo doa-lo… Acho que vou me sentir muito frustrada, em não dar conta… Mas não sei mais o que fazer… Amo muito ele!

    • Fabiana Xavier

      Olá, Angélica!

      Vejo muitos enganos na sua história: comprar um cachorro, comprar sem estudar a raça, não levar em conta as necessidades de um cachorro, são apenas algumas que identifiquei.
      Acredito que consegueria doar sim, pode inclusive usar nosso site: http://www.amigonaosecompra.com.br.
      Agora, além da castração, você pode pedir uma segunda opinião de outro adestrador. Os adestradores são como psicólogos, no sentido de que cada um tem uma linha de trabalho.
      Boa sorte!

  29. luiz carlos caffaro junior

    Olá boa tarde

    estou com um cachorro adulto da cor amarela muito fofo ele e brincalhão mais infelismente tenho que doar ele pq estou mudando para um apartamento e não vai ter espaço suficiente para ele ele é muito bonito e bem cuidado (adulto) espero aqui encontrar um novo amigo para ele e que goste de bicho ele é vira lata já teve um pessoal que queria mais fui fazer uma visita na residencia e eles não cuidam nem direito dos deles e para doar desse geito não da certo ele é um cachorro querido e amado sou vou doar ele porque não vai ter espaço para ele qualquer coisa pode me ligar no 9-5490-99-15 junior

    agradeço a atenção de todos

    • Fabiana Xavier

      Olá, Luiz Carlos!

      Gostaria de pedir que antes de doar seu peludo, converse com a futura família para se certificar que eles realmente têm condições de ficar com o cachorro e que não irão devolver.
      Deixo também o link do nosso site caso você queira colocar seu peludo para adoção: http://www.amigonaosecompra.com.br/

      Um abraço!

  30. Helena

    Olá,
    Estou numa situação bastante dolorosa porque terei que doar minhas gatas para minha tia por conta da minha situação financeira, terei que abandonar o imóvel que está alugado apar voltar a casa da minha mãe que não quer nenhum gato ( ela é idosa ). Minha preocupação é em relação ao novo lar porque as gatas são criadas desde pequenas no apartamento e a minha tia mora num sítio. O que devo fazer para que elas se acostumem com esse novo ambiente porque ambas são medrosas e uma delas torna-se arisca quando sai de casa para algum ambiente estranho. Eu todos os dias choro só em pensar nisso e dói ter que me separar delas. :(

    • Fabiana Xavier

      Olá, Helena!

      O ideial é deixá-los presos em um único cômodo (com espaço para brincarem, comida, água, areia, brinquedos e tudo que precisam para ficarem bem), com itens da casa nova e da casa antiga também. Aos poucos vá inserindo coisas da nova casa, deixe que conheçam novos cômodos. Os gatos precisam de mais tempo para se adaptarem aos novos ambientes. E o mais importante, quem for ficar com eles, precisa brincar, dar bastante carinho e ter paciência com o período de adaptação.
      Poucas pessoas reagem bem as mudanças, isso entendendo os motivos, imagina os gatinhos que nem sabem porque estão nesse novo lugar?

      Se precisar de mais dicas, pode nos escrever! Teremos prazer em ajudar!

      Boa sorte!

  31. Na verdade o cachorrinho nao e Meu e do meu tio ele nao viu e acabou atropelando a patinha do cachorro ai ele levou ao veterinario o cachorro levou uma injeção e ta na casa dele

    • Fabiana Xavier

      Olá, Elizangela!

      Desculpa, mas não compreendi o contexto. Como podemos ajudar?

      Um abraço!

  32. Marilene

    Bom dia.
    Conheço uma pessoa da minha família que tem um cachorro adulto, quase velho, que está dando muito trabalho e privando a família de sair com a filhinha. Querem doar para alguém cuidar, cobrem as despesas dele. O que fazer? O que não podem é deixar de sair com a filha porque o cachorro requer cuidados. A menina cresce e não usufrui de passeios, viagens…

    • Fabiana Xavier

      Olá, Marilene!

      A decisão de doar é toda do responsável, no entanto, antes de doar o cachorro, converse com a futura família para se certificar que eles realmente têm condições de ficar com o cachorro e que não irão devolver.
      Deixo também o link do nosso site caso vocês queiram colocar o peludo para adoção: http://www.amigonaosecompra.com.br/
      Boa sorte para vocês.

      Um abraço!

  33. Sandra sorai alves da Silva

    boa tarde, por favor preciso urgente de ajuda, meu cão tem 4 anos, gosta de brincar e catar lixo na rua, ele dócil, por isso preciso venho aqui para que possa me ajudar não tenho condições mas de ficar com ele, estou desempregada, no máximo quando posso dou fuba para ele comer, ele é vacinado, me ajude por favor até carrapato o coitado já tem, grata desde já e aguardo retorno, um abraço

    • Fabiana Xavier

      Olá, Sandra!

      Sinto muito pela sua situação e por tudo que vocês estão passando. Vamos ficar aqui torcida para que consiga um emprego o quanto antes!
      Mesmo assim, gostaria de pedir que antes de doar seu peludo, converse com a futura família para se certificar que eles realmente têm condições de ficar com o cachorro e que não irão devolver.
      Deixo também o link do nosso site caso você queira colocar seu peludo para adoção: http://www.amigonaosecompra.com.br/
      Boa sorte para vocês.

      Um abraço!

  34. Christiane

    Bom dia!
    Tenho um caozinho vira lata que cuido desde filhote, hoje ele e idoso, e de medio a pequeno e se chama biro biro.
    Estou para me mudar para um apartamento e nao tem espaco para ele, ele não fica dentro de casa, porque tenho filhos marido alérgicos, aqui onde nos moramos atualmente ele fica na area de serviço, mas estamos mudança no proximo mes para um apartamento e nao tera espaço para ele.

    • Fabiana Xavier

      Olá, Christiane!

      Você pode se cadastrar e divulgar a cachorrinho aqui: http://www.amigonaosecompra.com.br.
      E nesse link tem várias dicas pra encontrar um bom adotante: http://site.amigonaosecompra.com.br/como-escolher-um-bom-adotante/.
      Mas, realmente não tem espaço para um cachorrinho idoso na casa nova? Claro, você tem todo o direito de doá-lo… É que é muito díficil doar um animal adulto ou idoso porque a maioria das pessoas só quer filhotes. E depois de idoso, ele já deve ter uma rotina e já esta acostumado com vocês, uma nova casa pode levá-lo até ter problemas de ansiedade e/ou depressão.

      Claro, a decisão sempre será sua. Mas espero que possa ficar ele.

      Um abraço!

    • Fabiana Xavier

      Olá, Robson!

      Não temos abrigo, apenas disponibilizamos um site para que as pessoas divulguem os animais para adoção. Você mesmo pode se cadastrar e divulgar os cachorrinhos aqui: http://www.amigonaosecompra.com.br. Os abrigos de todo o Brasil estão lotados porque o número de animais abandonados é bem maior do que o de adoções, então resolvemos fazer esse site para que os próprios responsáveis pelos bichos possam encontrar novas famílias para eles!

      E nesse link tem várias dicas pra encontrar um bom adotante: http://site.amigonaosecompra.com.br/como-escolher-um-bom-adotante/.

      No entanto, queria sugerir que você repensasse o fato de doá-los, pois essa separação provavelmente será um grande trauma para eles. Não são raros os casos de cães que deixam de comer e simplesmente definham até a morte, ou que desenvolvem transtornos de ansiedade – mesmo os que conseguem uma segunda família.

      Além disso, se eles forem para um abrigo, há grandes chances de eles nunca serem adotados e passarem o resto da vida lá… Mais de 80% dos cães de abrigos nunca são adotados – principalmente os adultos, porque a grande maioria das pessoas só quer adotar filhotes.

      Lembre-se, você tem outras alternativas! Há empresas aéreas que realizam o transporte de cães. Há também as empresas de ônibius e se possível, vá de carro com eles. Veja esse depoimento de uma pessoa que passou por uma situação semelhante à sua: http://site.amigonaosecompra.com.br/tigre-aonde-voce-for-eu-vou

      Confira também, a família que se mudou do Brasil e levou seus 12 animais: https://www.anda.jor.br/2015/01/famila-muda-brasil-leva-junto-12-animais-estimacao/.

      Espero ter ajudado. Mande notícias, ok?

  35. Maria ivonete

    Quero doa 7 filhote que não tenho condições de cuida vcs por favor me ajuda

  36. Michele

    Não posso mais ficar com meu cachorro e meu gato quero doar

    • Fabiana Xavier

      Olá, Michele!

      Antes de doar seu gato e cachorro, converse com a futura família para se certificar que eles realmente têm condições de ficar com o cachorro/gato e que não irão devolver.
      Deixo também o link do nosso site caso você queira colocar seu peludo para adoção: http://www.amigonaosecompra.com.br/
      Boa sorte para vocês.

      Um abraço!

  37. eu quero doar uma cachorra filhote pois achei ela na rua e fiquei com ela pois as pessoas maldosas estava judiando dela ai ela esta em casa mas nao posso ficar com ela pois ja tenho dois cachorros para cuidar por isso quem quizer e puder ficar com ela eu agradeco muito pois ela e muito calma e bonzinha carinhosa tambem.

    • Fabiana Xavier

      Olá, Douglas!

      Antes de doar a cadelinha, converse com a futura família para se certificar que eles realmente têm condições de ficar com a cadelinha e que não irão devolver.
      Deixo também o link do nosso site caso você queira colocá-la para adoção: http://www.amigonaosecompra.com.br/
      Boa sorte para vocês.

      Um abraço!

  38. Jaqueline

    Então me chamo Jaqueline na minha casa somos três, eu meu esposo e minha filha Giullia que ganhou um filhote como presente de aniversário do avô ela se chama Chica, ela não para está destruindo tudo e nos enlouquecendo arranca todas as roupas do varal pra comer pregadores, rasgou a capa da minha maquina de lavar, comeu cabo da pá e da vassoura, entupiu o ralo de tanto lixo, até a tomada da minha maquína ela comeu, semcontar que pula em cima da gente e nos fura com dentinho na hora da brincadeira, preciso doá-la o mais rápido possível infelismente vou ter de fazer isso com muita tristeza.

    • Fabiana Xavier

      Olá, Jaqueline!

      Todo filhote tem muita energia e se você não direcionar como ela vai gastar essa energia, é certo que eles gastem fazendo artes.
      Você precisa levá-la para passear, mas um passeio de meia hora pelo menos.
      Ela precisa ter os próprios brinquedos, como: cordas, bolinhas e galinhas (aquelas molengas que vendem em pet shops, os cachorros adoram).
      O filhote também precisa de atenção, mesmo levando para passear, você deve fazer carinho, brincar de jogar bolinha e dar atenção.
      Importante, até ele se acalmar, pode levar um tempo. Mas se mesmo assim você ainda quiser doar, pode fazer pelo nosso site: http://www.amigonaosecompra.com.br.

      Um abraço!

  39. Fernanda

    Não sei o que fazer. Me casei e meu esposo tem um cachorro enorme que de uns dois anos antes de casarmos ficou super agressivo. E quando casamos trouxemos ele com a gente. Ele se apodera de espaços e ficamos à mercê dele, ele já me mordeu, já avançou no meu esposo e Deus me livre se alguém tiver que pegar algo no quintal porque ele domina tudo! Como doar um animal tão bravo nessa situação? Temos amor por ele, mas vivemos refens da agressividade dele. Ja gastamos dinheiro com adestrador, remedios, calmantes mas nada resolve. SOCORRO!!!

    • Fabiana Xavier

      Olá, Fernanda!

      Você pode colocar o cachorro para adoção em nosso site: http://www.amigonaosecompra.com.br, mas é fundamental você relatar o temperamento dele. O futuro adotante precisa saber se ele esta apto ou não para ter um cachorro assim. Mas com sinceridade, é muito difícil alguém querer adotar um animal agressivo, infelizmente.
      A agressividade pode ser causada por vários motivos, inclusive fisiológicos. Você já levou ao veterinário para diagnosticar alguma possível dor?
      Sobre o adestrador, cada profissional tem um método de trabalho diferente. É possível que vocês ainda não tenham encontrado um que se adeque as necessidades do seu cachorro.
      Vocês passeiam com ele? Passeios longos que o faça gastar energia? Ele tem brinquedos? Fica acorrentado?
      Depois, procure no You Tube por “Desafio Pet”. O Alexandre Rossi, conhecido por Dr Pet, tinha um quadro no programa da Eliana onde ele ensinava como adestrar cães ferozes. Tem vários vídeos com dicas e passo a passo que você pode repetir em casa. Ele é uma super referência na área. Sei que ele tem uma equipe de adestradores que prestam atendimento via Skype também, não sei o preço.
      Eu sei que não te trouxe uma resposta pronta de como resolver a situação e muito por não poder ajudar com mais além desses direcionamentos. Mas é difícil indicar soluções genéricas sem ter contato com o animal. O caso dele é muito específico. Indiquei os vídeos do Desafio Pet pois acredito que terá algum caso parecido com o seu e você conseguirá ter pelo uma luz sobre como agir.
      Mas continue nos escrevendo, pode ir tentando as dicas e deixando as dúvidas, podemos pensar juntos sobre a melhor forma de ajudá-lo.

      Um abraço!

  40. Kenny

    Bom dia, eu e minha família estamos desesperados. Tenho um cachorro (Alff) que sempre foi nosso bebê, mas ele cresceu alem da conta e nossa casa ficou pequena, mas sempre fomos dando nosso jeito, saindo com ele duas ou até três vezes no dia. Alff é um cachorro que toma Gardenal (ele tem ataque epilético, que é super controlado com os remédios) Ontem de noite ele atacou uma priminha minha de 5 anos, e ficamos desolados, ela teve cortes grandes e profundos na cabeça e na orelha. Ele é um cachorro de porte grande é vira-lata (pegamos ele em um pet) não publiquei nada em redes sociais, tenho medo de retaliações, já estamos sofrendo muito com a situacao, e existem pessoas que não entendem. Espero muito que alguém me ajude, preciso de um lugar grande para meu eterno bebê, chácaras e sítios seria o ideal!
    Meu email é kennystefani@gmail.com
    Pra quem puder me ajudar, eu ajudarei com o que precisar.

    • Fabiana Xavier

      Olá, Kenny!

      Espero que sua priminha fique bem. Compreendo o medo dos familiares e nem imagino o que os pais dessa criança estão sentindo agora. Todo o meu respeito à todos que passaram por essa situação. Você pode ficar a vontade para colocá-lo para adoção em nosso site: http://www.amigonaosecompra.com.br, mas você precisa ser clara sobre o estado de saúde dele, bem como temperamento. A pessoa que adotar deve estar ciente do que precisa para viver bem com ele. Mas antes de colocar para adoção, sugiro que consulte um adestrador para identificar o que o esta deixando agressivo ou se o ataque foi algo isolado devido uma crise epilética ou resposta por estar com dor.
      Sobre o tamanho dele, o fato de ele ser grande não o impede de viver bem em casas pequenas, ainda mais passeando várias vezes durante o dia.
      Em relação a doença, epilepsia é uma doeça muito séria, mas que pode ser controlada com usos de medicamentos, que pelo que você relata, já esta em tratamento.

      Mas enquanto você não consegue um novo lar, gostaria de te dar algumas dicas:
      – Faça caminhadas de ao menos 1h, que de fato façam com que ele gaste as energias;
      – Consulte um adestrador que os ajude a entender o motivo do ataque e outras formas de fazer o cachorro “gastar” energia;
      – Disponibilizar brinquedos que distraiam o cão em casa (ex: aqueles que soltam petiscos aos poucos).
      É claro, respeitamos sua decisão em doar e pode com nosso site para encontrar um novo lar para ele.

      Um abraço!

  41. SANDRA SORAI ALVES DA SILVA

    BOA NOITE;AMEI A PULBLICAÇÃO DE VOCÊS POR ISSO MESMO QUERO UMA AJUDA PARA QUE EU POSSA DOAR O MEU CACHORRO PÓS EU ME ENCONTRO NO MOMENTO DIFICIL E NÃO POSSO MAS CUIDAR DELE;POR FAVOR ME AJUDEM COMO POSSO FAZER?GRATA DESDE DE JÁ

    • Fabiana Xavier

      Olá, Sandra!

      Você pode doar o seu cachorro em nosso site: http://www.amigonaosecompra.com.br/
      Mas antes de doar, converse com a futura família para se certificar que eles realmente têm condições de ficar com o cachorro e que não irão devolver.

      Boa sorte para vocês.

  42. Dhiogo

    Minha cachorra deu cria porem nao tenho condicoes de ficar com os filhotes e estou querendo doar

  43. Ricardo

    Estou passando por esse mesmo problema.

    Peguei um filhote de chihuahua e a cada diz que passa vejo que minha rotina não se adequa às necessidades dele e ele está demandando muito mais tempo do que eu sou capaz de dar. Me corta o coração de pensar em doar e ainda penso nisso dia após dia. Sou sozinho, trabalho bastante e meu trabalho e estudos estão ficando seriamente comprometidos por causa dele.

    Pensarei mais um pouco sobre essa decisão, mas esse post me confortou um pouco. Acho que no momento, uma família q daria mais atenção e amor seria a escolha ideal. Obrigado pelo apoio e por ver sob a ótica, não de abandono, mas de amor.

    • Olá, Ricardo!

      Adotar um cachorro, depois se arrepender e jogar na rua como um papel de bala tem um significado diferente de adotar, se arrepender e conseguir um novo lar para ele.
      As pessoas confundem um pouco os sentimentos, mas a gente entende que doar um peludo também é dolorido pra quem está fazendo. Mas acima de tudo, é um ato de responsabilidade.
      Só uma dica, antes de doar seu cachorrinho, converse com a futura família para se certificar que eles realmente têm condições de ficar com ele e que não irão devolver, pois isso gera muito estresse para o animal.
      Deixo também o link do nosso site caso você queira colocá-lo para adoção: http://www.amigonaosecompra.com.br/

      Um abraço!

  44. Mara

    Oi. E que eu tenho uma cachorrinha e nao estou com condiçoes de cuidar dela.

    • Olá, Mara!

      Antes de doar a cachorrinha, converse com a futura família para se certificar que eles realmente têm condições de ficar com a cadelinha e que não irão devolver.
      Deixo também o link do nosso site caso você queira colocá-la para adoção: http://www.amigonaosecompra.com.br/
      Boa sorte para vocês.

  45. bianca moreno

    Boa tarde! o meu nome e Bianca. Então eu tenho uma cachorro ela tem muito ciumes de criança quando eu levei o bebe da minha prima pra fica na minha casa a cachorra queria morder o bebe ela fico muito doida eu fiquei com muito medo. teve um dia que ela escapou e o visinho estava como bebe dela de 1 ano ela foi encima do bebe querendo morder como que eu vol ser mae no final de janeiro eu nao quero abandonar ela eu prefiro doar

    • Olá, Bianca!

      Seria legal você contratar um adestrador. Eles são espcialistas em comportamento animal e podem te ajudar a entender e controlar esse comportamento da sua cachorra. Será que ela avança para machucar ou quer brincar e acaba machucando?
      Acho que a chegada do seu bebê não precisa ser motivo para você doar sua cadelinha, basta entender o que esta acontecendo com ela. Temos vários depoimentos aqui no site que mostram como bebês e as crianças vivem bem.
      Sobre abandonar, isso nunca deve ser uma opção. É maus-tratos e crime. Mas sim, como responsável legal pelo animal, você pode doá-lo. Inclusive pode cadastrá-la em nosso site: http://www.amigonaosecompra.com.br. Mas lembre-se de ser sincera sobre o comportamento do animal e de certificar-se de que a nova família irá cuida bem dela.
      Desde já parabéns pelo seu bebê! Que venha com muita saúde e seja feliz! :)

      Um abraço!

  46. José Sampaio

    Olá! Meu nome é José Sampaio. Quando eu era criança, minha mãe nunca deixou que criássemos cachorros. Minha esposa também nunca havia deixado. Mas, há uns 2 meses, estava com minha esposa em um restaurante no pistão sul de Taguatinga-DF e um cachorrinho ficou ao lado de minha mesa com uma carinha como se estivesse pedindo algo. Não quis sair mais. O garçon disse que faziam 3 dias que estava rodando por ali, mas que não parecia com os cachorros de rua que andam por perto de lá. Disse que parecia que precisava de um lar. Então, eu e minha esposa decidimos pegá-lo para criar. Depois, o levei a um pet-shop e a veterinária disse que não parece ser de rua, pois está muito bem cuidado, saudável, os dentes branquinhos e tratados, não tem cheiro de cachorro de rua, muito mansinho, não faz as necessidades no lote inteiro (tenho que sair à rua com ele para que possa fazer). Tem hoje, mais ou menos, um ano e dois meses e pesa 8 quilos. Depois de uma votação, colocamos o nome dele de Nick. Cheguei à conclusão de que talvez tenha fugido de casa e não soube mais voltar. Voltei ao restaurante umas 2 vezes depois disso e o mesmo garçon disse que ninguém veio procurá-lo. Só que eu não sabia como criar. Ele precisa de muito cuidado, dedicação e tempo que nem eu, nem minha esposa e meus filhos (adultos) temos para ele. E, para que ele seja mais bem tratado, queremos doá-lo para que seja mais bem tratado do que aqui. Moro em Samambaia-DF. Se alguém se interessar, meu celular é 98229-6099 (whatsapp). Não tem como colocar a foto dele aqui, mas mando pelo whatsapp. Agradeço muito e aguardo notícias.

    • Fabiana Xavier

      Olá, José!

      Que legal vocês terem o levado para casa e cuidado dele!
      Vocês podem ficar com ele como lar temporário, como estão, e ao mesmo tempo podem colocá-lo para adoção. Mas antes de doar o cachorro, converse com a futura família para se certificar que eles realmente têm condições de ficar com o cachorro e que não irão devolver.
      Deixo também o link do nosso site para você cadastrar para adoção: http://www.amigonaosecompra.com.br/
      Boa sorte para vocês.

      Um abraço!

  47. rosangela gomes celular 53984336896 ou 984514995

    minha sogra tem duas cachorrinha de medio porte castradas hoje ela se encontra com alzamer e eu nao posso cuidar dela e das cachorras gostaria de doar porfavor me ajudem nao sei mais o q fazer doa raçao para quem ficar com elas muito obrigado pela comprençao

    • Fabiana Xavier

      Olá, Rosangela!

      Você pode cadastrar as cadelinhas em nosso site: http://www.amigonaosecompra.com.br. Mas antes de entregar para adoção, recomendamos que converse com o futuro interessado para ter garantias que ela estará em boas mãos.

      Um abraço!

  48. Lili

    Acho q vou morrer com esse aperto no peito… me sinto como a Mariana… e já choro por antecipação toda vez q vejo essa possibilidade da doação dos meus pets se aproximar… Maa não vejo outra saída!!!

    • Fabiana Xavier

      Olá, Lili!

      Conta pra gente o que esta acontecendo. De repente podemos ajudar e você não precisa doar seus pets.

      Um abraço!

  49. Betina

    Não tenho talento para cuidar de cachorros!
    Quando casada, o marido na época adotou um casal de vira-latas, muito carinhosos, mas quem cuidou sempre foi o caseiro.
    Me separei mas os dois cãezinhos ficaram. A Neguinha desencarnou então como o Coyote ficou meio tristonho permiti que o caseiro trouxesse uma nova companheira, o que realmente o alegrou, no entanto, com minha falta de conhecimento esqueci de castrar! O resultado é que em uma escapada ela voltou prenhe!
    Estou desesperada pois não estou dando conta de cuidar de de mais 8 cachorrinhos!
    O que faço? Como ponho para adoção? Como castrar tantos? São 7 fêmeas e um machinho!

  50. Eliete Aparecida Alves

    tenho uma cachorra chamada kika ,ela e iperativa ou algo mais grave ,pois roda sem parar atras do rabo ,agora pra completar ela comeu a ponta do rabo,nao tenho condicoes de cuidar dela ,moro em casa tenho minha mae idosa e com alzheimer preciso levar para sol e nao posso ,pois a kika nao deixa .preciso de ajuda. obrigada.

  51. Lucas

    Bom dia para todos.
    Quero adotar um cão da raça pastor alemão, sou de PE, admiro muito a raça , se tiver alguem que pretenda doar eu estarei a disposição e com muita anciedade em receber o presente, obrigado e tenha um bom dia.
    Att.
    Lucas,

  52. Cássio

    Dou urgente uma cadela preta muito mansa adora brincar mais não posso mais cuidar dela por que tive que mim mudar e não tem espaço por favor mim ajudem que não quero abandona-la.

  53. Renato

    Boa noite!
    Meu nome é Renato, e há 4 meses arrumei um Border Collie. Mas infelizmente minha esposa e eu passamos muito tempo fora de casa, e ele acaba ficando sozinho grande parte do dia. E como todos sabemos,eles têm muita energia. E ele tem ficado a noite inteira acordado, fazendo barulho, latindo, e isso está causando encomodo nos nossos vizinhos. Então, tivemos que tomar a difícil decisão de doa-lo. Antes de achar esta página, eu estava me sentindo o pior dono, por estar doando ele, mas vi aqui que se realmente me importo com ele o melhor a fazer é achar outro lar para que ele possa ser sempre feliz. Que mais pessoas achem essa página para saber que não estão sozinhas nessa árdua é difícil tarefa, e que vejam que o certo é achar uma família ideal que cuide, de carinho e amor , e não abandonar seus pets, pois afinal eles não tem culpa de nada. Portanto, não devem ser descartados como lixo. Quem ama cuida, quem ama doa!

  54. Roselene amorim

    Não tenho mais condições d cuidar do meu.cachorro. e minha filha vive tendo crise d asma.preciso urgen d doar.

  55. Camilla

    Gostei muito de ler a história do Marshal. Estou vivendo a dor de uma separação por conta de mudança para outro país. Tentamos de todas as maneiras mas as burocracias para levar o seu animal para fora do Brasil são enormes! Fora a dificuldade em arrumar uma casa com área externa que aceite meu pet. O destino nos ligou ao pai de um amigo do meu marido, morador de uma chácara e muito chateado com a perda de seu antigo companheiro de 4 patas. Vamos manter contato, ver meu Zico feliz com o espaço que tanto precisa e sendo amado por alguém que ama os animais. Nem todas as histórias de adoção são de todo tristes, no fim.

  56. luiz fernando

    gostaria de saber se eu tenho direito de pegar o cachorro q eu doei de volta

  57. Larissa

    Olá. Não se a página trata apenas de cachorros mas recentemente tive que doar minha gata por não está tendo tempo, doeu muito mas ela sofria ficando tanto tempo sozinha (miava sem parar). Então entreguei ela pra uma tia que sei que cuidaria bem, além de ser uma pessoa responsável, a casa nunca fica sozinha, então pensei que seria ótimo pra ela por aí teria companhia sempre além de muito cuidado (O que eu não estava podendo oferecer como ela merece). Só que já faz quase duas semanas e minha tia disse que ela não deixa ninguém tocar nela, fazer carinho, passa a maior parte do tempo escondida e já mordeu todos da casa. Resumindo, ela não está se acostumando e não sei o que fazer, ela tem uma personalidada reservada e desconfiada mas tem só 8 meses por isso achei que depois de uns 3 dias, ela se acostumaria. Não sei se a pego de volta ou espero mais. Ps: Minha tia sabia como ela era por conta das visitas.

  58. Rômulo Silva siqueira Rodrigues

    Encontrei com um amigo… perdido na orla da lagoa da Pampulha na ultima semana que foi abandonado por la… o mesmo estava desorientado nadando no meio da rua… eu parei pra olhar e o cachorro veio pro meu lado todo alegre e quando eu sai de la ele veio me seguindo… mas não posso ficar com ele… por nao tenho espaço aki em casa… ja tenho 5 cachorros aki…

  59. Andressa

    Não tenho condição de fica com meus cachorro pois trabalho e minha mãe não que fica e e labrador esta acabando com as coisas dela todo dia que eu chego os cachorros comeu uma coisa diferente prefiro doar do que deixa na rua

  60. Fábio couto

    Olá meu nome é Fábio Couto e tenho uma cachorrinha em casa e não estou em condições de cuidar mais dela, não tenho coragem de fazer nenhuma maldade.
    Ela está com sarna e eu estou com criança em casa e não tenho como cuidar dela, ela é muito dócil, estou sendo obrigado a me desfazer dela se alguém estiver interessado entre em contato. 21 992634810

  61. Luzirene

    Meu cachorro é muito bravo não gosta do meu filho e dei ele de presente Pra ele ano passado não é sociável mordeu meu filho quando eu estava passeando com ele meu filho chegou perto e o cachorro atacou fiquei louca agora ele não pode nem ver o cachorro está com muito medo mim ajude estou desesperada. E como o cachorro é bravo não posso dar pra ninguém.

  62. Juliana

    Bom dia , estou com dúvidas. Tenho uma cachorra peguei ela pois tinha sido abandonada. Sempre demos tudo, mas parece que ela não se encaixa na família. Sempre tá aprontando e destruindo as coisas. Eu já não tenho mais psicologia p lida com ela, tá afetando meu sistema nervoso. E os das crianças TB. Queria deixar em outro lugar, mas em um lugar que cuidem dela.

    Obrigada!!!

  63. Milena Oliveira

    Olá , Boa tarde!

    Eu estou a procura de um lugar em que eu possa doar um pitbull que acolhi da rua a alguns anos, ele desde que acolhi , foi morar em uma marcenaria , passou lá os uns 4 ou 5 anos, era a marcenaria do meu pai , porém , faz umas 3 semanas que meu pai mudou a marcenaria para um espaço menor , e então , este pitbull passou a morar em minha casa desde então. Bom , na minha casa eu tenho duas duas gatas , que ele um dia consiguio passar para dentro de casa numa parte onde as gatas estavam e ele atacou as duas , sorte que meu pai apareceu , e elas acabaram arranhando ele para poderem se defender , se não ele atacaria as duas , foi um tremendo susto para todos , principalmente a mim e ao meu irmão que inclusive , é altista. Infelizmente, ele atacou de novo, só que dessa vez ele atacou uma das minhas cachorras , uma pincher , que chegou perto dele enquanto ele brincava com a bolinha , ele chaculhava como uma almofada , e infelizmente deixou ela com 3 aberturas nas regiões torácicas e abdominais , graças a Deus eu consegui passra ela em um hospital público de anclipeva no tucuruvi, e lá nos exames de imagem deu que ele quebrou 2 costelas dela , isso que separamos particulamente rápido , mas ele poderia te-lá matado.

    Eu escrevo aqui , pois estou em uma situação muito difícil com este cachorro, sei que ele não tem culpa , e que merece um espaço só para ele devido ao extinto dele, ele não é um animal ruim , nós gostamos muito dele, mas estamos ficando assutados , e não é justo com os animais que já viviam aqui esperar o próximo ataque , todos estamos em perigo , pois, não estamos mais conseguindo arcar com os custos também da alimentação de todos, enfim , eu e minha família precisamos muito de ajuda , ele é um cachorro lindo , tem em média uns 5 anos , e não é pitbull puro , mas é muito grande e musculoso , se puderem me ajudar o mais rápido possível eu e toda minha família incluindo até os animais que estão se recuperando dos ataques , ficaríamos muito felizes , pois … parece que a qualquer momento pode acontecer mais uma tragédia.

  64. Caroline

    Tenho 2 dois gatos gostaria muito de doalos, mais com coração na mão, amo muito eles mais infelizmente estou sem tempo de cuida-los, sei que vou chorar muito sentir falta mais eu sei que quem pegar eles vai cuidar.

  65. Patrícia Assis

    Preciso doar minha cachorrinha por que vou mudar não posso levar onde vou, moro de aluguel e vou pra longe Agora por favor me ajudem

  66. LuaCat

    Minha cachorra quase rancou o olho da minha mãe ela queria brincar mais ela fez isso e agora eu odeio ela como que fasso pra me livra dela sem minha mae briga

  67. LIZANDRA OLIVEIRA

    É incrível quando você precisa e orientações para caso sem que você precisa achar um novo lar para um cão e as respostas são sempre as mesmas. Acho ate que essa falta de alternativa seja o o motivo desse abandono todo. Estou preste a me mudar de país e até agora não encontrei alternativas para abrigar minha cachorrinha. Eu sempre tive cachorros em casa, uns 5 no total, todos cães sem raça definida. Sempre cuidamos deles ate o fim de suas vidas, com dignidade e amor. Por fim adotei involuntariamente uma cachorra de rua, já havia 2 anos que não queria outro pet pois perdi a minha cachorra e minha mãe na sequencia. Já procurei abrigos temporários (500,00 por mês) achei isso um absurdo de caro. Tenho interesse em voltar em 2 anos para leva la para o Chile assim que mudar de casa por lá. E sinceramente não tive nem um norte para seguir minha viagem, pois sem uma solução pretendo ate renunciar a viagem. Queria que realmente as pessoas apresentassem mais soluções e menos sermão. Porque há situações diversas nesses mundo e devemos tratar cada caso com mais humanidade. Isso nao se trata de abando, e sim orientação para a melhor opção para o pet

Next ArticleMitos e verdades sobre a sílica gel