Notícias que nos fazem acreditar em um futuro melhor

Em muitos momentos, eu ligo a televisão e só tem notícia ruim. As redes sociais estão repletas de pessoas brigando, querendo ter razão sobre os mais diversos assuntos. Ai, cansei!

Reuni aqui, ao bom estilo “Razões para Acreditar”, as notícias mais fofas que vão encher nossos corações de amor e já ir nos preparando para 2020, que tá, oh, logo ali! 🤗

O gato que adotou um repórter

E o gatinho que adotou um repórter enquanto ele estava gravando? Os gatos são assim mesmo: sempre querem atenção total! haha…

Foi assim, o repórter estava gravando uma matéria em uma delegacia e um gato lindo começou a se entrelaçar nas pernas dele. Ele não conseguiu ignorar o fato e o câmera gravou tudo. No final da matéria, ele ainda ficou de “namoro” com o gatinho.

Ele queria adotar, mas a mãe dele não quer deixar ele adotar o gato. O bichinho vive na delegacia e todos cuidam um pouco oferecendo abrigo, água e comida. A campanha agora é: dona mãe, deixa o Artur adotar o gato! Ele disse que esta quase casando e quando mudar, vai levar o “Delegato”, nome provisório, com ele.

Aqui você confere a matéria da UOL e aqui o Instagram do Artur, onde tem Destaque e muitos Stories sobre o gatinho. Será que ele vai conseguir adotar? Estou curiosa pelo final dessa história!

Editando…
Acabei de saber o final dessa história e vim correndo contar para vocês, rs. A tia do Artur se compadeceu com a história do gatinho e o adotou. Agora, ele esta em uma casa de verdade e vai ser castrado, vacinado e receber muito carinho!

Ver essa foto no Instagram

TIVEMOS UM FINAL FELIZ!!! Todo mundo ficou triste porque minha mãe não pode adotar o gato. E como falei, eu entendo a decisão dela e de certa forma concordo. Mas, minha tia Neide decidiu fica com o Frajola. Eu tô muito feliz porque ele vai ficar na nossa família. Minha tia mora perto na minha casa, então eu vou sempre visitar ele. Hoje no início da noite fui buscar ele na Central de Polícia, comprei ração, petiscos, pratinhos, coleira e levei ele pra casa da minha tia. Lá tem jardim grande e espaço pra ele correr e brincar. Amanhã vou levar ele pra castrar, tomar vacinas e dar um banho. Estou muito feliz e sei que vocês também. Agora nosso DeleGato tem um lar pra receber ainda mais amor e carinho. #frajola #delegato #petslover #adotei

Uma publicação compartilhada por Artur Lira (@arturslira) em

TIVEMOS UM FINAL FELIZ!!! Todo mundo ficou triste porque minha mãe não pode adotar o gato. E como falei, eu entendo a decisão dela e de certa forma concordo. Mas, minha tia Neide decidiu fica com o Frajola. Eu tô muito feliz porque ele vai ficar na nossa família. Minha tia mora perto na minha casa, então eu vou sempre visitar ele. Hoje no início da noite fui buscar ele na Central de Polícia, comprei ração, petiscos, pratinhos, coleira e levei ele pra casa da minha tia. Lá tem jardim grande e espaço pra ele correr e brincar. Amanhã vou levar ele pra castrar, tomar vacinas e dar um banho. Estou muito feliz e sei que vocês também. Agora nosso DeleGato tem um lar pra receber ainda mais amor e carinho. #frajola #delegato #petslover #adotei

Foi fazer Enem e voltou com um cachorro

Gente, essa história foi muito boa! A estudante Alana chegou com 20 min de antecedência para a prova do ENEM. Perto do local da prova, havia uma senhora com uma caixa cheia de filhotinhos e quem resiste a um filhotinho, né?

Alana foi lá, fez carinho no catioríneo e foi fazer a prova. Na saída, só ele tinha sobrado. Segundo a estudante, “Ninguém o queria porque ele estava sujo e com pulguinhas.”

Ela o adotou e chamou de Enem!

Veja matéria completa no site Razões para Acreditar.

O último cachorro da pet shop

Maktub! Só pode ser isso, presta atenção nessa história:

Cícero sempre via cachorros para adoção em um pet shop que ficava a caminho do seu trabalho. Todos os dias ele via cada vez menos cachorros na vitrine, até que só ficou um.

Cícero e Andreia, sua noiva, já tinham a Olívia (uma Dachshund) e não queriam outros animais naquele momento. Bom, um dia o coração de Cícero falou mais alto e ele adotou o cãozinho que agora se chama Jair!

Jair foi o último cãozinho adotado do pet shop. Nos fins de semana, o lugar ficava fechado e sem iluminação… Imagina só, ele chegou a ficar no escuro, completamente sozinho em várias ocasiões, até a reabertura da loja na segunda-feira. Bom, tudo aquilo ficou para trás. Ao chegar em seu novo lar adotivo, o pequeno conheceu a irmã, que ficou muito feliz em recebê-lo!

Sente a coincidência: “Quando levamos ele para casa nos esquecemos da carteirinha de vacinação e voltamos atrás para pegar. Neste momento descobrimos que o Jair nasceu no dia do nosso casamento: 11 de agosto!”, relata o casal, que identificou a data como um sinal de que havia feito a coisa certa ao adotá-lo.

Olha que família mais linda!

Leia a matéria na íntegra através do site Razões para Acreditar.

Lasanha, a cadelinha que foi adotada por Bruno Gagliasso e Gio Ewbank

Não basta ter filhos lindos e ter um espaço que cuida de animais silvestres e depois devolve à natureza, o casal ainda realiza resgates. Vocês os amam sim ou com certeza?

O casal estava voltando de uma viagem à Angra quando viu a cachorrinha na estrada. Olha esse depoimento que a Gio Ewbank fez em seu Instagram:

Ver essa foto no Instagram

Meus amores, essa é a Lasanha 💗 Nova integrante da família, toda aconchegada no colo da mamãe rsrsrs… Estávamos voltando de Angra, uma viagem super gostosa com toda a família, e fomos surpreendidos por um rostinho aflito no meio da estrada com os carros passando a milhão! Meu coração ficou apertado, e o Bruno logo parou o carro e a pegou toda indefesa, toda carinhosa… e a colocamos no nosso carro. Tão assustada, doente, cheia de machucados, mas com olhar de alívio de estar a salvo! Agora ela está em casa, de banho tomado, já fez todos os exames e agora ela está assim, só AMOR. Ela chega a chorar de felicidade quando nos vê ❤ Lasanha ta sendo cuidada, recebendo todo carinho e atendimento veterinário pra logo poder brincar com seus novos irmãos Lobinho, Alice Fernanda, Menina, Favela e, é claro, com a Maria, nossa gatinha. Seja muito bem-vinda, Lasanha! Nós já te amamos 💖💖💖

Uma publicação compartilhada por Giovanna Ewbank (@gio_ewbank) em

“Meus amores, essa é a Lasanha 💗
Nova integrante da família, toda aconchegada no colo da mamãe rsrsrs… Estávamos voltando de Angra, uma viagem super gostosa com toda a família, e fomos surpreendidos por um rostinho aflito no meio da estrada com os carros passando a milhão! Meu coração ficou apertado, e o Bruno logo parou o carro e a pegou toda indefesa, toda carinhosa… e a colocamos no nosso carro. Tão assustada, doente, cheia de machucados, mas com olhar de alívio de estar a salvo! Agora ela está em casa, de banho tomado, já fez todos os exames e agora ela está assim, só AMOR. Ela chega a chorar de felicidade quando nos vê ❤ Lasanha ta sendo cuidada, recebendo todo carinho e atendimento veterinário pra logo poder brincar com seus novos irmãos Lobinho, Alice Fernanda, Menina, Favela e, é claro, com a Maria, nossa gatinha. Seja muito bem-vinda, Lasanha! Nós já te amamos 💖💖💖”

Impossível não amar!

Motorista resgata cachorro atropelado, encontra o tutor e oferece lar temporário

Michel dirigia um ônibus lotado na Grajaú-Jacarepaguá, auto-estrada que liga a Zona Norte à Zona Oeste do Rio, quando viu um carro atropelar um cachorro e seguir adiante. Ele não pensou duas vezes: parou o trânsito e, com a ajuda de um passageiro, foi até a via socorrer o animal, que passa bem e agora está na casa do motorista.

Apesar da pancada, o cachorro não parecia ter ferimentos graves, mas ficou atordoado e muito assustado. Michel o colocou dentro do ônibus para levá-lo ao veterinário. Para isso, precisou circular com ele por mais duas horas até chegar à garagem da empresa onde trabalha.

Depois de verificar que estava tudo bem e de levá-lo para sua própria casa, Michel fez um vídeo na tentativa de encontrar o dono do cachorro atropelado.

Olha esse amor entre Doky e Michel

Amigos compartilharam em grupos de redes sociais do bairro, o vídeo viralizou e chegou ao responsável pelo cão. Doky havia fugido de casa por um descuido dos pedreiros que trabalham em uma obra na residência.

Quem entrou em contato com Michel foi Carlos, filho do verdadeiro dono de Doky, que está internado no momento. “Ele perguntou se eu não me incomodaria de ficar com o cachorro até o pai dele ter alta. E é claro que pode ficar o tempo que for necessário. Ele já parece que está aqui em casa desde filhote”, disse o motorista.

Desde então a rotina de Michel já mudou: “Chego em casa, ele pega a guia, olha para a minha cara e corre para o portão. Quer passear. Ontem tive que ir uniformizado mesmo”, contou o motorista.

Segundo Michel, Doky o segue pela casa o tempo todo: “Quando chego é uma bagunça só. Onde vou ele vai atrás, sempre muito perto, quase tropeço nele.”

Leia mais detalhes no site Rio de Boas Notícias.

Foi uma delícia pesquisar ler tantas coisas boas para post de hoje e espero que vocês também consigam recarregar o coração de amor e esperança. Tem muita coisa boa acontecendo por aí. Tem muita gente do bem fazendo coisas boas por aí, vamos divulgar essas boas ações. Vamos espalhar o bem!

E aí, tem uma boa notícia pra me contar também? Ta valendo tudo, hein! Bebê na família, uma adoção animal, conseguiu um emprego? Vai contando aí nos comentários, vamos encher o coração de coisas boas!

Até a próxima! 🥰

Leave a Reply