Novembro azul: veja as dicas para reduzir as chances de câncer no seu cãozinho

Assim como Outubro é dedicado à saúde da mulher, existe até o Outubro Rosa, em Novembro os homens tem um mês dedicado à eles, o Novembro Azul. Esse mês serve como alerta e conscientização sobre o câncer de próstata.

Muitos homens tem medo de ir ao médico e muitos preconceito mesmo. Agora imagina só, se não vai ao proctologista porque supostamente não precisa, como costumam dizer, nem vai passar pela cabeça deles que os cães também podem sofrer desse problema.

Hoje vamos falar sobre o câncer de próstata nos cães, os sintomas, tratamentos e principalmente como evitar! 

O homem não é o único ser que sofre com a doença de próstata. A chamada Hiperplasia Prostática Benigna (HPB) também pode afetar os animais adultos não castrados. Um cão pode chegar à sua maturidade com 80% de chance em desenvolver a patologia, mas, diferente do homem, a probabilidade em desenvolver um tumor maligno é muito pequena. Apesar desse baixo risco, a HPB pode causar vários problemas para os cães, comprometendo a sua qualidade de vida e o seu bem-estar.

A próstata

A próstata é uma glândula sexual acessória presente no homem, nos cães e em outros animais do sexo masculino, localizada na pelve próxima à bexiga e que envolve parte da uretra. Isso significa que, de alguma forma, participa do processo reprodutivo e sofre influência dos hormônios sexuais produzidos nos testículos.

Observe com exatidão o local que ela se encontra na foto a seguir:

male-dog-reproductive-anatomy

Foto do site: www.buzzle.com

Quando os cães são castrados antes da puberdade, acabam por ter muito pouco tecido prostático, pois a ausência da produção de testosterona inibe o seu crescimento e, consequentemente, a formação de um tumor na glândula.

A ausência da próstata não causa nenhum dano à saúde do cão, já que sua única função é o apoio nutricional aos espermatozoides.

Se a castração acontece na idade adulta, ou seja, quando o animal já tem a próstata em tamanho normal ou aumentada, o procedimento tende a diminuir em aproximadamente ¾ do tamanho normal da próstata em alguns meses.

Identificando o câncer

O diagnóstico de Hiperplasia Prostática e/ou Prostatite pode ser realizado na avaliação clínica do animal utilizando o método de toque retal. Ao realizar esse exame, o médico veterinário é capaz de sentir a próstata e avaliar se está aumentada e/ou irregular. A confirmação se dá através do exame de ultrassom abdominal e de possível citologia, também guiada por ultrassom.

Sintomas

Os sintomas mais comuns de que algo não está bem com a próstata do cachorro são:

  • Desconforto no cão na região pélvica;
  • Dificuldade em urinar (urina em jatos finos demorando mais para esvaziar a bexiga);
  • Muito esforço e dor ao defecar.

Atenção nas seguintes atitudes:

Quando a próstata aumenta de tamanho, ela empurra o reto para cima contra a pelve, diminuindo o espaço de passagem das fezes do intestino grosso para o reto. Nessa situação, o cão normalmente se estica para forçar a passagem das fezes, o que causa desconforto e dor se a próstata estiver inflamada. No caso de inflamação, é comum a presença de sangue na urina e infecções urinárias persistentes. Essa seria a causa mais comum de constipação e esforço fecal no cão macho não castrado.

Ainda, se a próstata estiver muito dolorida, o cão tende a caminhar de modo diferente e muitas vezes, esses esforços constantes ao defecar podem causar o aparecimento de hérnia perineal (que seria um aumento de volume ao lado do ânus, causando muito mais dor e dificuldade em defecar e urinar).

Tratamento

dog-s-nose-1383284-1279x852

 

O tratamento depende da origem do aumento de próstata, mas a castração do cão macho deve ser indicada para todos os cães em que este aumento foi notado, seguido ou não de tratamento com antibiótico, drenagem de cistos prostáticos e em alguns casos remoção cirúrgica da próstata.

Como a campanha Novembro Azul tem foco na prevenção, é importante alertar: mais de 90% das doenças prostáticas poderiam ser impedidas se os cães fossem castrados no primeiro ano de vida.

Castração

Os cachorros não podem ir ao médico sozinhos, por isso, homens, marquem seus exames e aproveite o embalo e marque os exames do seu peludinho também! A castração não evita somente o câncer da próstata, evita outras doenças e muitos filhotes indesejados! Veja aqui e aqui onde conseguir castração gratuita ou a preço eduzido.

A gente não cansa de falar da importância em se castrar desde pequeno, preferencialmente antes do primeiro cio. A castração evita:

  • Filhotes indesejados;
  • Xixi fora do lugar (por conta da demarcação territorial);
  • Tentativa de fuga na época do cio;
  • Câncer de mama (conforme explicamos detalhadamente aqui);
  • Câncer de próstata quando adultos e idosos.

Não deixe para depois o que você pode fazer hoje, agora! Cuide bem de quem te ama tanto!

Observe seu cachorro, veja como ele esta urinando, defecando e andando. Realize todos os exames periódicos que o veterinário solicitar, brinque e mime muito seu pequeno!!

E aí, ficou com alguma dúvida? Tem alguma experiência para dividir com a gente? Fique a vontade e escreva tudo nos comentários, vamos adorar ler!

Gostaria de agradecer ao Dr Marcelo Quinzani que nos auxiliou no post de hoje.
Dr Quinzani é médico veterinário e diretor clínico do Hospital Veterinário Pet Care.

Espero que tenham gostado do post de hoje, semana que vem a gente volta com mais dicas e cuidados pra vocês! Até lá! 🐩

 Banner Amigo adotar

Leave a Reply

9 Comentários

  1. Pingback: novembro azul – blog da Jaya

  2. Pingback: Como estão os olhos do seu cachorro?

  3. Ana

    Meu cachorro está muito mal. diagnosticado com prostatite e glóbulos vermelhos e plaquetas muito baixo. Até sangue já recebeu. Nao está melhorando com a medicsçao. Qfazer?

    • Fabiana Xavier

      Puxa, Ana! Que triste! :(

      Você precisa conversar com o veterinário sobre a situação da saúde dele. Talvez pedir uma segunda opinião.
      Vamos ficar na torcida para que ele fique bom. Nos dê notícias.

      Forte abraço!

  4. Pingback: 15 Mitos e verdades sobre cães e gatos

  5. Janaina

    Tenho um pequinês de 15 anos não castrado detectado com câncer nós testículos e a próstata um pouco comprometida já. Ele tem tido muitos problemas na glândula anal. Isso tem haver com o aumento de volume da próstata? Á região anal dele também está aumentada pode ser disso?

    Obrigada

  6. Pingback: Novembro Azul Pet - Você Mais Seguro

  7. Maritsa

    Bom dia,
    tenho um poodle ele esta com 12 anos, foi castrado com 8 meses… a 4 meses atras foi diagnosticado cardíaco, hoje ele toma 3 x por dia medicação para o coração. Só que a 25 dias atras ele começou gotejar sangue antes e após o xixi, feito exame de urina constatou infecção urinaria, como não melhorou fez ultrassom ….a próstata está aumentada e tem tbem um tumor nela e q ja esta tbem na bexiga, estou arrasada, as fezes dele tbem saem fininhas e muitas vezes escura…. castrei achando q jamais teria esse problema e hoje sei q vou perder meu filhinho de 4 patas , estou aguardando o resultado do exame de urina (citologia) pra ver se detecta q tipo de tumor é……

    • Fabiana Xavier

      Olá, Maritsa!

      Sentimos muito mesmo pela saúde do seu amigo. A gente sabe como essas doenças são devastadoras e sofremos juntos deles.
      A castração não é garantia de que o animal nunca vá ter câncer de próstata, mas castrando com a idade da sua, reduz em cerca de 90% as chances de eles terem. Infelizmente, seu poodle fugiu à regra e teve, mas é importante destacar que de forma alguma você culpada. A recomendação é essa mesmo, castrar. Tenho certeza que você dará todo apoio que ele precisa nesse momento.
      Vamos ficar na torcida pela recuperação dele.

      Um abraço!

Next ArticleAlém da vacinação, veja quais cuidados precisa ter com seu pet