O Amigo apoia o Setembro Amarelo

Setembro é o mês mais lindo do ano, na minha opinião, e foi escolhido para ser o mês de cuidado da saúde mental. Em especial, temos o suicídio e a depressão.

Mas por que eu estou aqui falando sobre isso? Eu sei, eu sei, este é um blog para falar sobre cães e gatos e como podemos melhorar esse relacionamento. No entanto, hoje, eu quero fazer um carinho especial em você que nem conheço e já gosto um montão! Então, podemos fazer uma pequena pausa para falar sobre um pouco sobre você também, que tal?

São registrados cerca de 12 mil suicídios todos os anos no Brasil e mais de 01 milhão no mundo, segundo o site Setembro Amarelo. Então, se você esta passando por uma fase ruim, acalme-se, respire e saiba que você não esta sozinho.

Setembro foi escolhido para chamar atenção às doenças mentais, como a depressão. A depressão é o que normalmente acontece um passo antes do suicídio, que é o foco do Setembro Amarelo.

Sim, eu tive depressão!

Eu escrevo há anos aqui no blog e vocês conhecem diversas histórias pessoais minha: como adotei a Ruby, meu esforço pra fazer o Pablito emagrecer, como o Bento chegou e roubou o coração de todos aqui em casa, entre outras coisas legais. Mas o que eu não falei é que apesar das milhares de coisas legais que passei e passo todos os dias, a depressão já esteve muuuuito presente em minha vida.

A gente não anda com um outdoor dizendo por aí que esta triste, não fica conversando com qualquer um na fila no banco e chorando sozinho no banheiro, não todos os dias. Mas a gente sofre. A gente acha que vai morrer e todo dia morre um pouquinho a mais do que quem não tem depressão.

Eu sei bem o que é levantar todo dia querendo ficar deitada, vestir a máscara da alegria e sair para cumprir com os compromissos. Sim, pra quem não sabe, nem todos os depressivos passam o dia em casa sem conseguir cumprir com seus afazeres.

E sim, a dor é tanta que as vezes dá vontade de morrer mesmo. Bem, matar o que faz a gente sofrer.

E por que sentimos isso se temos família e amigos? Acontece! Enquanto estamos aqui, há uma série de combinações químicas acontecendo em nosso corpo e algumas dessas combinações podem falhar. Não é culpa sua! Também há questões como perda de emprego, morte de alguém próximo, são tantos os motivos!

O importante é você saber que há saída! Eu passei anos sem saber o que eu tinha. Foram crises de pânico na rua e em casa. Psiquiatra, psicólogo, medicamentos, muitos medicamentos, mas a zona nebulosa passou. Ela passou! Não é tarefa fácil, precisamos tirar forças de um lugar que não sabemos onde está, precisamos da compreensão dos amigos, do carinho da família e dos nossos cãezinhos e gatinhos, é claro! 💛

Mas como toda doença mental, precisamos estar atentos aos nossos próprios sentimentos. Como qualquer pessoa do planeta, os dias difíeis virão. Há dias de muita dor, de perdas e de sofrimento. Vamos sofrer mesmo, vamos ficar tristes, chorar e isso faz parte do processo do ser humano. Mas você não pode deixar esses sentimentos ruins te dominar, jamais!

Ajude um amigo ou se ajude também!

Se você esta com pensamentos suicídas ou sentindo uma tristeza sem fim e não tem com quem dividir esse sentimento, pense em dar um passo de cada vez. E é com esse pensamento que você vai pegar o telefone agora e vai ligar no 188 no Centro de Valorização a Vida, CVV. Porque sua vida é muito valiosa e tem muita coisa linda pra você viver aqui nesse mundo. Eu ainda tenho muitos textos para escrever e você precisa ler!

No CVV você vai encontrar ajuda gratuita de pessoas que vão te dar todo apoio emocional que você precisa. Além do telefone, o site disponibiliza chat, e-mail e endereços físicos para que você possa obter apoio.

Além do CVV, você pode pedir ajuda a Sociedade Amigos da Vida, ao seu médico de confiança ainda que não seja psicólogo ou psiquiatra, ele certamente vai te indicar um profissional ou pode pedir ajuda para um amigo, familiar, instituição religiosa, mas divida esse sentimento com alguém que possa te ajudar.

E se você tem um amigo que esta passando por uma situação difícil, ofereça apoio. No CVV você também pode encontrar orientação sobre como agir nesses casos e onde encontrar apoio médico. Quem esta dia a dia com uma pessoa depressiva e/ou suicida também pode procurar ajuda para saber como lidar com eles, que termos e palavras evitar, entre outras coisas. No entanto, se seu amigo não falou nada com você sobre o assunto, mas está se isolando, saindo cada vez menos de casa, converse com ele. Se você notar qualquer comportamento diferente, ofereça ajuda, converse com o companheiro, mãe, irmão ou qualquer pessoa próxima a ele. Juntos, podem buscar uma forma de ajudá-lo. O importante é demonstrar que ele não esta sozinho e tenha paciência. Ninguém é depressivo ou pensa em suicídio para aparecer. Isso é algo muito dolorido e sofrido de verdade, todo amor é bem-vindo!

Opa, quase esqueci! Entre em nosso Instagram e mostre as fotos fofinhas que a gente publica todo dia!

Devo adotar um animal?

Os animais têm um poder incrível de nos trazer paz e conforto. É fato que os bichos nos fazem sentir melhor. O contato com os animais nos fazem até produzir ocitocina (hormônio responsável pelas relações afetivas e pelo prazer). Então, que tal passar mais tempo com o seu bichinho ou mesmo adotar um? Claro, se você está ajudando alguém, tenha em mente que a pessoa pode não estar em condições de cuidar sozinha de um animal. Então, você pode até presentea-la, mas ciente de que será o responsável pela saúde e bem-estar do bichinho.

Mas também há outras possibilidades: caso você esteja passando por uma fase complicada e não tenha condições psicológicas para adotar um animal no momento, calma, respira fundo e saiba que pode acontecer com qualquer um. Você ainda pode visitar abrigos e feirinhas de adoção e passar um tempinho com esses bichinhos adoráveis.

Setembro amarelo é importante, mas não é o único mês em que você pode buscar ajuda ou apoiar alguém.

Hoje eu não vou pedir pra você contar sua experiência sobre o assunto, pois sei que é algo muito particular, mas se você se sentir a vontade para falar um pouquinho da sua vivência com a doença, vai ser bem-vindo e vai receber nossa admiração e abraço virtual bem apertado.

Até a próxima! 🎗

Leave a Reply