Do que seus bichos NÃO precisam

Gatos são gatos e cachorros são cachorros, certo? Hum, parece óbvio, mas tem muita gente que acha que bicho é gente. À primeira vista parece uma linda manifestação de amor da pessoa pelo seu peludo, mas a verdade é que esse comportamento de humanizar cães e gatos costuma ser muito prejudicial para a saúde física e principalmente mental do bichinho.

Continue reading…

Uma gatinha de sorte

Quando eu e meu marido resgatamos essa gatinha em fevereiro desse ano, ela estava debilitada e pesava apenas 1 kg e 800 g… era possível contar os ossinhos da costela só de olhar. Hoje, poucos meses depois, ela está bem maior e pesando 3 kg e 900 gr. Uma gata bonita, saudável e muito feliz… que adora correr pela casa e brincar com os outros gatos da família.

Continue reading…

Sorriso e um motivo pra ser feliz

Sorriso é a primeira cadela adotada por nossa família. Ela vivia no estacionamento da Igreja que fica perto da nossa casa. Uma noite, quando eu estava chegando do trabalho,ela me acompanhou até o portão. Ofereci comida e água e a convidei para entrar, mas nada dela aceitar. Por fim, meu marido pegou ela nos braços e colocou ela dentro de casa. Ela tem uma doença mandíbula inferior, que é mais para fora, por isso, parece que ela está sempre sorrindo e dai demos o nome de Sorriso. Essa foto é a primeira dela conosco.

Continue reading…

Nala: tem que ser de raça?

Fazia um tempo que eu estava querendo um gatinho, daí falei à minha mãe que se soubesse de alguém que estivesse dando, eu queria, só que tinha que ser de raça. Minha mãe comentou com uma amiga dela que eu queria e ela disse que conhecia uma pessoa que tinha e ia ver se conseguia pra mim.

Continue reading…

A história do cachorro Magpie, das ruas ao amor de uma família

Magpie é um cão de sorte: apesar de ter passado parte da sua vida nas ruas, sozinho e perdido, acaba sendo resgatado e enfim, adotado por uma família que lhe dá todo amor e carinho que ele sempre precisou.

Assistam aqui a história deste cão, que pode ter se perdido, ter sido abandonado, ou que simplesmente nasceu nas ruas. Desde à dura vida nas ruas até ser adotado por uma nova família. Tudo do ponto de vista do próprio cão!

Se você concorda que todo cão e gato de rua merece uma família, e que nenhum animal deveria ter que passar por esta situação de abandono, pratique e divulgue:

  • ADOÇÃO, porque Amigo não se compra;
  • CASTRAÇÃO, porque Amigo não se vende, e
  • IDENTIFICAÇÃO, porque Amigo não se perde.

O vídeo é uma campanha do grupo Law of the Paw para sensibilizar esta importante mensagem de adotar, castrar e identificar. São as 3 medidas que todos podemos fazer e incentivar, para diminuir a situação caótica destes bichinhos, que não tem culpa de terem sido abandonados e mal tratados pelas pessoas.

Foi legendado pela ONG de proteção animal ObaFloripa

Fonte: ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Perguntas para entrevistar um adotante

Você resgatou aquele cão ou gato, cuidou dele até ficar saudável e agora quer garantir que ele seja feliz para o resto da vida, certo? Então estamos aqui pra te ajudar!

Pra ganhar confiança no futuro adotante, há algumas dicas que você pode seguir (veja aqui) e uma delas é fazer uma pequena entrevista com ele. Então, seguem abaixo algumas perguntas que podem ser feitas:

Continue reading…

Como escolher um bom adotante

Você resgatou aquele cão ou gato, cuidou dele até ficar saudável e agora quer garantir que ele seja feliz para o resto da vida, certo? Então estamos aqui pra te ajudar!

Não dá pra garantir 100%, mas separamos 8 dicas que vão facilitar a escolha de um adotante que dê ao bichinho o carinho e os cuidados que ele merece:

 

Continue reading…

Como divulgar um animal para adoção

Qualquer ONG ou protetor pode divulgar um animal para adoção aqui no Amigo. É só fazer assim:

  1. Acessar www.amigonaosecompra.com.br
  2. Clicar em “cadastre-se” (no topo, à direita)
  3. Depois do cadastro feito, clicar em “Publicar animal” (no topo, à direita) para publicar os bichos
  4. Pronto! Agora é só compartilhar a página dos bichos nas redes sociais, pra que o maior número possível de pessoas possa conhecê-los!

Veja também:

6 dicas para aumentar as chances de adoção do bichinho