Perguntas para entrevistar um adotante

Você resgatou aquele cão ou gato, cuidou dele até ficar saudável e agora quer garantir que ele seja feliz para o resto da vida, certo? Então estamos aqui pra te ajudar!

Pra ganhar confiança no futuro adotante, há algumas dicas que você pode seguir (veja aqui) e uma delas é fazer uma pequena entrevista com ele. Então, seguem abaixo algumas perguntas que podem ser feitas:

  1. Mora em casa ou apartamento? Qualquer que seja a resposta, é importante que o animal não tenha acesso livre à rua, para segurança dele. Especialmente no caso de apartamentos, a pessoa que deseja ter um gato precisa ter as janelas teladas com redes de segurança (saiba mais aqui)
  2. Quantas pessoas moram na casa? Se a pessoa mora sozinha, teria com quem deixar o bicho no caso de uma viagem? Se mora com outras pessoas, todos da casa estão de acordo com a adoção? Há algum morador alérgico?
  3. Quais as características físicas que procura em um animal ( Porte, pêlo, sexo, raça)? É importante que as características do animal se adaptem ao ambiente do adotante (espaço, higiene etc). Mas se a pessoa insistir em ter um cão de raça, nunca doe um animal não castrado, pois a pessoa pode querê-lo apenas para procriação.
  4. Qual o comportamento que procura no animal? É importante que o temperamento do animal se adapte à rotina do adotante. Por exemplo, um cachorro muito carente não deverá passar os dias sozinho em casa enquanto seus donos estão no trabalho.
  5. Existem outros animais em casa? Quais? É importante ter certeza de que os animais lidam bem com outros animais. Muitas vezes eles precisam de algumas semanas para se acostumarem uns com os outros.
  6. Já teve algum animal que faleceu? Por que motivo? Essas perguntas ajudam a saber se o adotante tem noções básicas de cuidados e segurança do animal.
  7. Em caso de viagens longas com quem ficará o animal? É muito comum pessoas viajarem e simplesmente abandonarem seus bichos. Explique a importância de haver alguém para cuidar do cão ou gato caso ele não possa ser levado na viagem.

 

Lembretes ao adotante:

Na empolgação do momento, muita gente leva aquele fofucho pra casa e, quando vê as dificuldades do dia-a-dia, se arrepente. Então, pra evitar futuros abandonos, é importante dar ao adotante os seguintes lembretes:

  • Animais não devem ficar em correntes ou presos em espeços pequenos, precisam de passeios semanais;
  • Animais dão gastos com alimentação, higiene e veterinário;
  • Animais fazem xixi e cocô e não limpam;
  • A castração é fundamental para evitar animais abandonados e preservar seu animal;
  • Esta é uma relação que dura até 15 anos;
  • Principais causas de abandono dos animais: Perda de emprego/ mudança/ mudança para apartamento / gravidez / alergias / velhice e doenças do animal
  • Abandonar um animal é crime!

 

Fonte: http://vira-lata.net

 

Next ArticleA história do cachorro Magpie, das ruas ao amor de uma família