Projeto doa abrigo para animais de rua em Santa Catarina

Quem não fica de coração partido ao ver um peludo perambulando pelas ruas? Muitas vezes a vontade é de pegar todos e levar pra casa, mas por muitos motivos não temos como fazer isso. Mas também não quer dizer que não podemos melhorar a qualidade de vida desses animais.

Inquieta e preocupada com essa situação a Bruna reuniu os amigos, colegas e pessoas que também se preocupam com a causa e criaram um projeto muito especial chamado: Projeto Ajude um Animal de Rua. Veja como tudo aconteceu e como você pode abraçar essa ideia. 

Em junho de 2016 a Bruna Uncini idealizou e iniciou uma campanha para ajudar os animais de rua da cidade de Lages/SC. Lages tem muitos animais abandonados e no período do inverno eles sofrem demais, alguns até morrem por conta do frio. O projeto que ela criou agregou toda comunidade e os resultados estão sendo fantásticos! Veja como detalhes como aconteceu.

A idealização do Projeto Ajude um Animal de Rua

Casinhas doadas pelo projeto.

Bruna é moradora de Lages/SC e, segundo a própria, a cidade conta com cerca de 35 a 40 mil animais de rua. São dados alarmantes! Incomodada e entristecida com a situação, a Bruna já realizava resgates e cuidava desses pequenos, mas sentiu que precisava fazer mais. Com esse sentimento,  idealizou um projeto fantástico e o dividiu em 3 fases:

Fase 1: Busca de apoio financeiro, autorização da prefeitura e voluntários para ajudar no projeto

  • Adquirir autorização da prefeitura para disponibilizar as casinhas pela cidade;
  • Buscar parcerias para que conseguisse confeccionar e distribuir as casinhas dos animais;
  • Buscar empresas que pudessem participar do projeto;
  • Conseguir o apoio da comunidade – voluntários para distribuir as casinhas, pessoas dispostas a doar alimento e trocar a água, entre outras funções.

O pontapé inicial se deu com a ida à Prefeitura. Depois de tudo documentado, assinado e com o apoio da Secretaria do Meio Ambiente, a Bruna e os amigos foram em busca de bons parceiros que apoiassem a causa.

Foi feita também uma arrecadação através de um financiamento coletivo e uma conta bancária do projeto. Para instigar que as empresas participassem, cada empresário que apadrinhasse uma casinha, tinha o nome do estabelecimento gravado em uma placa e esta era prendida na casinha.

Fase 2: Vacinação e castração dos animais.

Essa fase é muito importante, pois é aqui que é feito o controle de animais. Dar uma condição de vida melhor para esses animais é importante, mas não podemos esquecer que sem a castrar é o mesmo que secar gelo. Em outras palavras, dar uma condição melhor de vida para os animais de rua é importante sim, mas o cerne do problema é a não castração. Cada cadela pode até sete filhotes por ninhada, o ciclo varia de 4 a 6 meses. Então temos cerca 12 animais por ano por cadela, lembrando que só em Lages são de 35 mil a 40 mil animais nas ruas. Vejam a problemática!

O projeto já conta com um grupo de mais de 10 médicos veterinários voluntários que vão castrar e vacinar esses animais em um espaço clínico disponibilizado em Lages gratuitamente. O custo será somente com o material. A ideia é reduzir o índice de natalidade na cidade.

Fase 3: Conscientizar a população sobre a gravidade que é o abandono animal.

Todas as fases são importantes, mas a população precisa entender que os animais sentem frio, fome e dor. Não é possível adotar um animal e quando ele ficar velho, jogar na rua como se fosse um papel de bala. As pessoas precisam entender que ao se mudar, elas devem levar seus animais e não deixá-lo em uma casa trancado sozinho a própria sorte (já recebemos denúncias do gênero).

A conscientização nas escolas, já vem sendo desenvolvida com folders . Um voluntário vai nas salas de aula e aponta alguns tópicos como:

  • Por que existem casinhas nas ruas da cidade?
  • Por que houve uma situação de abandono e de irresponsabilidade?

Por que ajudar?

Além de abrigo, esses animais sabem onde podem encontrar alimento e água fresca.

A ideia é que de 10 a 15 anos o número de animais abandonados seja reduzido significativamente.

São 71 bairros na cidade, a meta é doar 500 casinhas. Até janeiro deste ano, o projeto já contava com 106 casinhas instaladas. A comunidade têm participado ativamente tanto cuidando das casinhas, como mantendo ração e água nos potinhos. O material das casinhas é ecológico, feito com Tetra Pak (aquele que reveste o interior das caixas de leite longa vida). As casinhas são quentinhas no inverno e fresquinhas no verão e todas são aparafusadas no chão mas até o momento não houve nenhum caso de vandalismo. Ao contrário, muitos animais foram adotados! Algumas pessoas que cuidavam dos animais acabaram se apegando tanto que resolveram levar para suas casas. Além de todo esse trabalho, o Projeto Ajude um Animal de Rua também realiza feiras de adoção pela cidade e tem tido bons resultados.

O projeto agregou tanto na comunidade, foi tão bem recebido, que hoje mais oito municípios já tem casinhas em Santa Catarina. O Rio Grande também não ficou de fora, hoje, dois municípios seguiram o mesmo passo e também já envolveram a comunidade nesse projeto.

Abrace essa causa!

Você também pode ajudar os animais de rua da sua cidade. Não existem pequenos atos. Todos os gestos que você fizer em prol dos animais de rua fará diferença em suas vidas. Doe ração para um peludo, coloque água na sua calçada, ajude castrando ou vacinando um peludo. Se junte a uma ONG ou protetor e combinem dias e horários para prestar serviço voluntário. Faça a diferença!

Se você gostou muito do projeto que Bruna idealizou e quer fazer parte, entre em contato através do e-mail: brunauncini@hotmail.com ou Facebook.

A Bruna gentilmente, também disponibilizou cópias do documento que deu entrada na prefeitura, caso você queira levar o Projeto Ajude um Animal de Rua na sua cidade, pode copiar o texto realizando as alterações para seu projeto.

Declaração, Objetivo, Viabilidade do projeto, Convite, Continuação Convite. Ao todo são seis páginas e estão em formato .jpeg.

Semana que vem a gente volta com mais dicas e cuidados, mas antes de ir, assistam esse vídeo e veja a importância de um projeto desses!

Até semana que vem!

 

 

Next ArticleSeja legal: cuide das bolas de pelos do seu gatinho