Qual o melhor tipo de coleira para o meu cão?

Se você perguntar minha humilde opinião, eu direi que a melhor coleira para o seu cão é peitoral. Por quê? O peitoral não enforca, como as coleiras de pescoço e divide melhor a tração no corpo do cão, evitando machucá-lo. Além de oferecer um controle maior ao condutor. Mas não é todo cão que se adapta bem ao peitoral.

Por dividir melhor a tração, este tipo de coleira pode também fazer com que fique mais fácil para o cão puxar e tomar o lugar de condutor do passeio. Nestes casos, o ideal é conjugar o uso do peitoral com uma coleira de pescoço ou um enforcador (nunca com garras de metal).

E a coleira e o enforcador, podem ser usados sozinhos? Eu não recomendo, pois podem causar enforcamento caso o cão puxe muito. Eles podem ser usados como uma espécie de freio, mas sempre acompanhados do peitoral, para balancear o ponto de pressão. O enforcador deve ser sempre evitado. Já a coleira de pescoço pode ser usada isoladamente somente em cães que não puxam e que, portanto, não correm risco de estrangulamento.

Existem os peitorais tipo colete, que fazem menos pressão ainda no corpo do cão e dão um charme extra pros passeios com seu cachorrinho.

Peitoral com ponto de ligação na frente

Para cães de médio e grande porte, que puxam muito, existe um modelo de peitoral cujo ponto de ligação com a guia fica na frente, no peito do animal e não nas suas costas. Com isto, quando ele puxar para forçar uma corrida, seu corpo irá girar até ficar de frente para o condutor, fazendo com que ele pare.

O cabresto também é indicado para esses cães. Ele é preso também ao focinho do animal, o que permite ao condutor um maior controle, afinal, ele poderá direcionar o cão para onde desejar. É importante que seja colocado corretamente, para não ferir o animal, e vale ressaltar que o cabresto não serve para cães de focinho curto.

Dentro desta proposta, a “Gentle Leader” parece ser a melhor opção. Neste link tem fotos e um vídeo explicativo feito pelo fabricante, que esclarece seu funcionamento. Acredito que vale a pena assistir.

O conforto e a segurança do cão devem sempre ser os fatores mais importantes na hora de escolher o tipo de coleira que ele usará.

 

E quanto à guia?

Já ressaltamos aqui a importância do uso de guias e de placas de identificação (que, independente do tipo de coleira, não devem ser dispensadas).

A guia deve sempre ser resistente e estar bem presa à coleira. Não deve ser muito longa para passeios normais, na rua e em lugares movimentados. Seu comprimento deve possibilitar ao condutor controle absoluto do animal. Guias com extensor só devem ser usadas em parques e outros lugares livres de trânsito de veículos e de outros fatores que possam colocar o cão em risco.

A guia retrátil só deve ser estendida em locais onde não há perigo para o cão

Também é importante que o final da guia, o laço onde o condutor segura, seja confortável. Ao comprar uma guia, é interessante testar se você consegue continuar segurando firmemente sob pressão. Alguns materiais e tipos de corte podem fazer com que a guia machuque sua mão quando o cão estiver puxando com força. Então, para evitar acidentes, é importante levar este fator em consideração.

Veterinários e adestradores podem sempre te ajudar a encontrar a coleira mais adequada para o seu cão. Caso tenha duvidas, procure um especialista. E tenha um excelente passeio com seu melhor amigo!

 

Leave a Reply

14 Comentários

  1. Pingback: Enforcadores com garras de metal: um instrumento desnecessário | Amigo não se compra

  2. eduardo

    tenho um dog alemão filhote ainda com 4 meses qual seria a coleira ideal para ele …….abraço

    • Natalia Kelbert

      Oi Eduardo!

      A coleira ideal depende do porte do cachorro, do temperamento e do tipo de passei que você vai fazer com ele. Veja as dicas no texto aqui desse post, e se ainda tiver dúvidas, consulte um veterinário ou um adestrador, pois eles poderão te ajudar. E bom passeio! :)

  3. gisele

    eu gosto muito de animaes e quero umpra mim

    • Sidney

      Ola Gisele,

      Você é de que estado???
      Existe uma pagina no Facebook chamada Direitos dos Animais e la sempre tem animais para adoção… Se você for do Rio de Janeiro eu tenho uma cachorrinha para adoção, estou com ela temporariamente pois tirei ela da rua e estou procurando alguem que possa ficar com ela.
      Abração e boa sorte

  4. Pingback: Depoimento: uma grande mudança no passeio com os cães! | Amigo não se compra

  5. Giovanna Ferreira

    Olá, a minha cachorrinha é mestiça de Poodle com Puli ! Qual a coleira ideal para ela ?

    • Natalia Kelbert

      Oi Giovanna, a coleira ideal depende da raça do cachorro, do temperamento dele e também do tipo de passeio que você vai fazer. No post acima tem várias dicas pra te ajudar, mas se ainda tiver dúvidas, peça ajuda à sua veterinária! Ela saberá te indicar a mais adequada.

  6. Pingback: Os três ingredientes básicos para um cão feliz e equilibrado | Amigo não se compra

  7. Tenho uma basset Daschund..Anda com ela com a coleira peitoral normal.
    Tem alguma que seria ideal para ela?

  8. igor sanches

    tenho um rottweiler qual a melhor coleira para ele ? ele é muito forte mais eu quero passear com ele sem se preocupar para não machucalo pois ele puxa muito

Next ArticleQuando eu crescer, quero ser protetor animal