Racismo e preconceito no mundo animal

Obviamente você já reparou que os abrigos vivem superlotados no país inteiro, mas além do número de animais abandonados ser maior que o número de adotantes, outros fatores influenciam para que alguns nunca sejam adotados. É triste e algumas informações, após pesquisa, me deixaram negativamente surpresa!

Com certeza você já presenciou uma cena de preconceito ou racismo. Apesar de muitas pessoas falarem que não existe isso e muitas outras falarem que não são, agradecem a Deus por não serem gordas ou não terem seus filhos namorando com uma pessoa negra. Eu sei que é bem forte isso que estou falando, mas são coisas que eu mesma já ouvi em tom de piada (que tem seu fundo de verdade).

Também é muito óbvio que eu não me surpreendo com pessoas que são assim, infelizmente, com o tempo a gente aprende a lidar com pessoas assim. O que me causou uma supresa muito grande, foi descobrir que racismo, preconceito e estranheza ultrapassam o âmbito humano e passam para os animais. Sim, meus amigos, os animais também passam por isso.

Pelagem única também é sinônimo de rejeição

Tive uma conversa muito séria com a Adriana, do Abrigo Anjo Gabriel. O abrigo só cuida de gatos, são mais de 300 e como o esperado, os filhotes são os adotados com mais frequência. O que me surpreendeu foi descobrir que os gatinhos de pelagem conhecida como escaminha enfrentam mais dificuldades para serem adotados. Algumas pessoas acham que a pelagem traz um aspecto de sujeira! Pasmem! Uma pelagem única, linda e especial acaba sendo rejeitada por ser apenas diferente. Parece familiar né?

Racismo no mundo animal

Por que uma pantera negra é linda e o gato preto traz azar? E os cachorros pretos, por que não são adotados? O assunto é tão sério que um grupo de ONGs, incluindo O Lobo Alfa Projeto, se reuniu e fizeram a seguinte campanha:

Assim como os gatos pretos, os cachorros pretos também não são adotados! Quanto aos gatos pretos, a gente ja explicou aqui de onde vem essa história repleta de misticismo. Sobre os cachorros pretos, realmente não sabemos explicar como começou, o fato é que eles sobram nos abrigos simplesmente pela pelagem escura.

A busca pelo animal perfeito

Conversando com a ONG Paraíso dos Focinhos, eles me relataram que a busca é sempre por cachorros de pequeno porte. Mas quando falam pequeno porte, entende-se micro, como os de raça. O problema é que nos abrigo há mais animais de porte médio e grande. Os animais idosos são adotados com raras excessões, idosos de porte grande então… Nem se fala.

Claro que é direito de cada um escolher seu melhor amigo de acodo com o ritmo da casa, mas será que os animais de porte e médio não merecem um lar? Vale lembrar que animais de médio e grande porte vivem bem em apartamentos, basta que hajam passeios diários.

Quando os bebês ficam idosos

Muitos animais nascem nos abrigos e esses podem ser considerados sortudos. Por um lado muito positivo, nascendo nos abrigos eles não sofrem maus-tratos, algo muito comum nas ruas. Não passam fome nem frio, mas vivem amontoados, alguns em jaulas e sem carinho. Existem abrigos que contam com mais de mil animais. Não tem como fazer carinho em todos esses animais. Não tem como levar para passear. É uma vida muito sofrida. Em muitos e muitos casos, eles morrem sem ao menos saber o significado de família. O abrigo devia servir como abrigo temporário, não definitivo como acaba sendo.

Algumas pessoas não adotam os animais idosos pois acham que é algo difícil de lidar, mas não é não. Está certo que eles precisam de alguns cuidados especiais, mas são alguns poucos. Nada que amor e carinho não resolva. Confira aqui alguns cuidados e veja como é algo simples cuidar de um idosinho.

Ser diferente é legal

Se a pelagem negra vem repleta de racismo, os pelos grisalhos trazem preconceito. Então o que dizer dos animais que tem cor de olhos diferentes? Dos animais que são estrábicos? E dos que tem rabinhos tortinhos? O que falar dos que não tem uma patinha ou não andam?

Claro que  a gente entende que um animal que usa fralda, requer alguém com mais tempo. Mas um animal com cor de olhos diferentes que trabalho extra traz? Algumas pessoas gastam uma verdadeira fortuna pra ter um animal de raça diferente. Por que não ter um diferente e de graça? É uma besteira tão grande rejeitar um animal pela sua pelagem ou cor de olhos…

Não estou dizendo que você tem que adotar qualquer animal, sempre tem aquele que você bate os olhos e sente surgir o amor, mas pra você que ainda está na dúvida, a gente tem aqui e aqui uma dicas muito boas pra escolher um peludo. Essas dicas não são exclusivas, são sobre coisas que você precisa ter em mente antes de adotar.

Nos últimos anos, temos vivo uma fase muito boa: estamos lutando por igualdade dos direitos, contra o racismo e preconceito. Não faça parte dessa turma que está totalmente out. 👎

Adote por amor e carinho. Adote não pra exibir um troféu, mas sim porque porque o coração está transbordando de sentimentos bons e você quer trocar isso com um peludo gostoso!

Você tem algum peludo preto aí? Tem um peludo diferente? Conta pra gente aqui nos comentários!

Semana que vem a gente volta com mais dicas e cuidados, até lá! 😘

Banner Amigo adotar

Leave a Reply

3 Comentários

  1. Marina

    Parabens pela página, vim buscando orientação para adaptar meu gato PRETO e lindo a uma gatinha toda “manchadinha” que abandonaram em frente a minha casa e acabei lendo diversas matérias interessantes. Me emocionei lendo esse texto. Incrível como as pessoas podem ter preconceito até mesmo com animais. Já tive um gato preto que era um amor, e agora adotei outro preto também que é meu xodó, inclusive tenho uma cadelinha preta também e não me trazem azar nenhum, pelo contrário, me dão muito amor e alguns cabelos brancos rsrs. Já adotei vários gatos e cachorros de rua, e nunca me arrependi, o amor deles é incondicional.

    • Olá, Marina!

      Que lindo seu comentário! Em meio a tantos comentários ruins que a gente costuma ler nas redes sociais sobre os animais de pelagem preta, é muito bom ler um depoimento tão lindo quanto o seu! <3
      Que o amor e carinho seja sempre presente em sua vida!

      Um abraço,
      Fabiana

  2. neide

    sim tenho um peludinho preto e uma gatinha albina , que adotei ainda filhotes de um abrigo , no dia da adoção , ele ficou me cercando , a química aconteceu na hora, e ela escalou as minhas pernas , estava espirrando muito e com um olhinho fechado , perguntei ao protetor o que ela tinha , me disse que ela estava com rinotraqueite, era como se ela estivesse me pedindo ajuda , não tive duvidas , levei os dois pra casa.
    Hoje já estão quase com 1 ano, lindos e saudáveis , sou apaixonada por eles .

Next ArticleMeu peludo é uma fera, mas queria que fosse bela