2022: há razões para acreditar

É muito comum no final do ano ou mesmo no início de um novo ano, fazer reflexões sobre a vida, listar sonhos, novas práticas que se deseja inserir neste novo ciclo.

Mas em um ano tão duro como foi 2021, em meio a tantas perdas, pode parecer difícil pensar em 2022 como um ano de esperança, mas estou aqui para te dizer que sim: há razões para acreditar!

Eu afirmo que há motivos para ter esperança porque todos os dias muitas coisas boas acontecem ao nosso redor, mas elas não costumam ter o mesmo destaque que as coisas ruins. Então, que tal a gente começar o ano com 6 lindas histórias inspiradoras?

1- Casal abre mão de comemorar o Ano Novo para consolar cãozinho assustado com fogos de artifício

Próximo à Praia Central, na noite do réveillon, uma das regiões mais badaladas da cidade, Nícolas, da Polícia Militar de Santa Catarina, avistou um casal sentado próximo à orla, garantindo a segurança de um cãozinho.

O animal buscou refúgio debaixo das pernas do rapaz (que não teve o nome divulgado), após se assustar com o barulho intenso dos fogos de artifício que vieram após a contagem regressiva do ano novo.

“Esse casal viu o cãozinho atordoado pela via, completamente perdido, com grande risco de ser atropelado”, explicou o PM em um post compartilhado no Instagram que já acumula mais de 63 mil curtidas.

Não demorou muito para eles perceberem que se tratava de um cachorro que havia fugido de alguma residência por causa do barulho dos fogos. “Diante da situação, depois de muito trabalho, conseguiram resgatá-lo e levá-lo até o nosso posto de comando”, disse Nícolas.

Lá, os policiais acolheram o chamado e repassaram a informação de que um cão assustado havia fugido de sua residência.

Para o tenente, o mais incrível dessa história foi ver a sensibilidade do casal que resgatou o cãozinho. Afinal de contas, eles deixaram de lado sua própria noite de comemoração, em um dos lugares mais requisitados do país, para ficarem ali sentados por cerca de 7 horas à espera do tutor do animal. “Inclusive fizeram carinho para acalmá-lo, de modo que ele até dormiu entre as pernas do rapaz”, relembrou Nícolas.

O final da história não poderia ser mais recompensador: o tutor apareceu por lá e todos foram para casa bem, são e salvos!

Fonte: Razões para Acreditar

2- Casal adota cachorro que andava todo dia 3km em busca de comida em lixão

Um cachorro vira-lata viralizou nas redes sociais depois de ser resgatado das ruas por um casal que passava pela cidade de viagem.

No vídeo publicado no Instagram pela página Pambet, no dia 6 de novembro, é possível conhecer um pouco mais da história de Frederico, como foi chamado.

“Soubemos que ele morava em um posto de gasolina e andava todos os dias a cerca de 3km até o lixão da cidade para procurar comida”, disse sua nova tutora Grazi Salti no vídeo. Foi quando o jovem casal decidiu adotá-lo.

“Voltaríamos naquele mesmo dia para a nossa cidade, então tivemos que correr com tudo! Principalmente com os documentos de ônibus que a empresa exigia”, comentou Grazi.

Então eles lhe deram um banho, levaram ao veterinário, compraram coleira e caixa de transporte, remédio de pulga e carrapato e a passagem do ônibus.

“Ele dormiu a viagem toda e se comportou durante as 11 horas. Conheceu a irmã mais velha e se deram muito bem. Agora ele sabe que nunca mais passará medo, frio e fome”, observou Grazi.

“Frederico já é muito amado e faremos tudo por ele, assim como fizemos para Melissa (a irmã mais velha)”, concluiu a tutora.

Fonte: Amo Meu Pet

3- Garoto dá banho em vira-latas para ajudá-los a serem adotados no RS

Um menino de 11 anos teve a iniciativa de higienizar cães sem lar na intenção de conseguir que sejam adotados. Thiago do Val Sidegum, morador de Antônio Prado, no Rio Grande do Sul, criou a campanha: “Sou de rua, mas tô limpinho” e ficou conhecido na cidade por esse trabalho, conseguindo até parcerias com comerciantes locais.

Todos os sábados, o pequeno sai pelas ruas de seu bairro em busca dos animais. Ele dá banho, perfuma e arruma os cachorrinhos com laços, estrelinhas e tudo que puder para deixá-los “mais fofos”. Já fez isso com mais de 50 cães, segundo a família.

O primeiro banho foi em 9 de janeiro de 2021, e o esforço do garoto já ajudou cerca de 40 cães a conseguirem um novo tutor e uma nova casa.

Fonte: uol.com/ecoa

4- Em Manaus, cachorro resgatado das ruas é adotado por turista e vai morar na Holanda

No início do mês, em visita a Manaus, o holandês Roni Zijlstra estava em um petshop com a noiva, Ana Fagundes, quando observou na vitrine um cachorro disponível para adoção. Era Batista, um dos animais resgatados pela Associação Portal dos Anjos Manaus (Apam).

Batista recebeu esse nome pois foi abandonado em um dos principais cemitérios de Manaus, o São João Batista, que fica no Centro da Cidade. Em entrevista ao g1, Ana conta que o empresário estava há três dias em Manaus quando viu o cachorro.

“Foi um amor de imediato. Meu noivo olhou pra ele e viu que ele estava triste, como se ele dissesse ‘me adota’ e meu noivo se apaixonou por ele. A gente então, pediu para a veterinária tirar o cãozinho de lá para que a gente pudesse ter um primeiro contato com ele. No início, quando a gente chegava perto dele, ele tremia de medo. Deve ser porque ele já estava traumatizado com o que passou na rua, mas depois ele foi se acostumando”, explicou Ana.

Depois do primeiro contato o casal foi em busca da documentação necessária para adoção. Batista estava há seis anos na ONG aguardando adoção.

“Ficamos muito felizes com a adoção de Batista e chamamos isso de verdadeiro amor. E para nossa maior alegria ainda nesta mesma semana o irmão dele foi adotado por uma grande amiga que sempre ajudou no abrigo”, contou Janaína.

E para oficializar a entrada na família, Batista teve que fazer um trajeto entre Manaus e São Paulo, em seguida partir para França e por fim Holanda. Agora ele mora em uma nova casa e ganhou mais um irmão que já vivia com Roni na Holanda. Ele chegou ao país neste fim de semana (matéria divulgada em dezembro de 2021).

“Ele vive uma rotina muito feliz. Só o fato dele salvar e tirar esse cachorro da rua é uma satisfação enorme”, enfatiza Ana.

Fonte: g1.globo.com

5- Mulher muda de país e leva seus 9 pets

Essa mulher deu muito o que falar quando resolveu viajar de avião e levar consigo seus nove animais de estimação.

Ana Claudia é uma jovem que decidiu se mudar de seu país natal, Peru​,​ para encontrar novas oportunidades​,​ indo para a Espanha. Ela não deixou para trás sua família peluda e levou todos os seus sete gatos e dois cachorros.

Ana fez sucesso no aeroporto, afinal não é comum alguém decidir levar todos os seus bichinhos numa única viagem, mas para ela o importante era começar do zero mas junto deles.

Cada animalzinho viajou em sua respectiva caixa de transporte e estavam completamente seguros no avião. 

“Todos os dias encontramos todos os tipos de desculpas de pessoas que querem se livrar de seus animais. Pois bem, Ana Claudia embarcou com seus 7 gatos e 2 cachorros para a Espanha. Isso mesmo: SETE GATOS E DOIS CÃES para outro país!”

“É fácil? Não é! Quem ama sua família não a deixa para trás. OS ANIMAIS NÃO SÃO DESCARTÁVEIS ”, concluíram na publicação.

Fonte: osegredo.com

6- Homem transforma fazenda em abrigo com todos os tipos de animais

A necessidade de ajudar animais sem lar mudou a vida de Mert Akkök, da Turquia, que tem um abrigo para animais em sua fazenda perto de Istambul. Seu santuário animal recebe animais que precisam de amor e cuidado extra, e vai muito além de apenas cães ou gatos, já que Mert tem cerca de 20 cachorros, além de vários gatos, cabras, burros, pássaros e outros animais que se abrigam lá.

Akkök torna sua rotina diária cuidar de todos eles, estejam eles doentes, incapacitados ou simplesmente sem-teto antes de encontrarem o caminho para seu abrigo. Ele faz questão de dar a cada um de seus animais o amor extra de que precisam, pois todos vivem juntos como uma grande família.

O portal Bored Panda procurou Mert para saber um pouco mais sobre os animais que ele resgatou até agora. “Eu os resgatei de ferros-velhos, florestas, áreas rurais fora da cidade. Tento encontrar um lar para eles. Alguns deles ficam comigo para sempre. Principalmente os muito velhos e doentes. Ninguém quer adotá-los. Além disso, tenho 46 gaivotas deficientes, um cavalo cego, três gansos, três gatos e só hoje adotei um burro bebê. Por enquanto, tenho 23 cães. A maioria deles são idosos ou deficientes. ”

Queríamos saber um pouco sobre como Mert se tornou a pessoa compassiva e amante dos animais que é hoje. “Eu nasci com isso. Não é algo que decidi ou pensei. É mais como um instinto montado em mim. Não consigo parar de ajudar animais sem-teto. ”

“Você perguntou se há um prazo para eles ficarem comigo … Bem, não, eles ficarão aqui para sempre se não forem adotados. E eu não os daria para qualquer um. Eles são como meus filhos agora. Só posso dá-los a pessoas decentes e boas que cuidem muito bem deles.”

Fonte: Tribuna de Jundiaí

Essas são apenas algumas poucas histórias de pessoas fazendo o bem por aí, mas sabemos que existem milhares!

Eu tenho certeza que você, que nos acompanha, também tem uma história inspiradora para contar. Que tal alegrar o dia de alguém e deixar aqui nos comentários? Vamos encher este novo ano de lindas histórias?!

Certamente ter contato com esse conteúdo nos ajuda a enfrentar os momentos difíceis que são inerentes à nossa vontade.

Até a próxima!

Leave a Reply