7 Curiosidades que você sempre teve sobre cães e gatos

O mundo animal é admirável, disso, ninguém duvida. Incrivelmente cada bichinho tem sua personalidade, independente de serem da mesma espécie ou não. Mas existem algumas coisas que a gente sempre teve curiosidade de entender como acontece, por exemplo: gatos amarelos, são sempre machos? Os cachorros não enxergam cores?

Bom, a gente vai falar dessas e de muitas outras curiosidades!

Quem tem um companheiro de patas em casa, tem dúvidas e curiosidades! Bom, hoje a gente vai acabar com um monte delas, começando entendendo o sono dos gatos.

1- Por que os gatos dormem tanto?

Segundo o Blog Petz, estudos mostram que felinos dormem de 15 a 20 horas diariamente! Isto é, em geral, gatos passam aproximadamente, dois terços do dia de olhos fechados!

Então sim, seu gato dorme bastante, mas isso é perfeitamente normal, independente de ser um felino de raça ou não.

O porquê de isso acontecer, ainda é uma incognita entre os especialistas. No entanto, acredita-se que apesar de passarem muitas horas de olhos fechados, na verdade, os gatos estão bem atentos, e podem reagir a qualquer sinal de perigo. Como passam menos tempo em sono profundo, precisam de sonecas maiores para se recuperar.

Mas se o seu gatinho anda trocando a noite pelo dia, não se desespere. Clica aqui e confira algumas possibilidades de isso estar acontecendo. Quem sabe a gente consegue te dar essa mãozinha? Indentificando o motivo, todo mundo vai dormir a noite!

2- Cães e gatos têm tipo sanguíneo?

Sim! E além de ter tipo sanguíneo, podem ser doadores de sangue como os humanos. Clique aqui para entender um pouco mais sobre como o seu amigão pode ajudar outros bichinhos com doação de sangue.

Mas vamos lá! Os gatos podem pertencer a três grupos ou tipos sanguíneos, e os cães a seis grupos ou tipos sanguíneos.
No caso dos gatos, os grupos são divididos em tipo A, tipo B e tipo AB. O grupo A é o mais comum e os animais pertencentes a esse tipo correspondem a uma parcela entre 73 e 99,7% dos casos veterinários. O grupo B abrange a parcela de 0,3 a 26% e o grupo AB pode ocorrer em até 9,7% da população felina.

No caso dos cães, já foram catalogados mais de 20 grupos sanguíneos, porém apenas 6 DEA (sigla em inglês para Dog Eritrocyte Antigen, ou “Antígeno Eritrocitário Canino”) apresentam importância na medicina transfusional (DEA 1.1, 1.2, 3, 4, 5 e 7). Cães de uma mesma raça podem ter tipos sanguíneos diferentes, assim como cães de raças diferentes podem ter o mesmo tipo sanguíneo.

3 – Todo gato amarelo é macho?

Não. É comum que muitas pessoas acreditem que todos os gatos amarelos ou laranja são machos. De fato, existem mais machos com essa coloração. O site Patas da Casa diz que a explicação está no DNA dos felinos.

A definição da tonalidade da pelagem ocorre a partir da transmissão de um gene presente no cromossoma X. As fêmeas possuem dois cromossomos X, enquanto os machos possuem apenas um (o outro é o Y). O que vai definir a coloração amarela nos pelos da gata fêmea é ela ter esse gene específico nos dois cromossomas X.

Os gatos machos, por sua vez, precisam apresentar o gene apenas no seu único cromossoma X, o que torna o processo muito mais fácil. É por isso que a probabilidade de que um gato laranja ou amarelo seja macho é muito maior.

4 – Cães e gatos, podem ter filhotes de pais diferentes na mesma ninhada?

Em entrevista ao site Terra.com, o biólogo Guilherme Domenichelli, do Zoológico de São Paulo, confirmou que as fêmeas de gatos e de cães podem ter filhotes de vários machos distintos em uma mesma ninhada.
“Isso é realmente muito comum entre essas espécies. É lógico que cada um dos filhotes acabará agregando 50% das características da mãe e outros 50% do pais, mesmo que a mãe tenha copulado com vários exemplares”, explica.
No momento em que uma fêmea copula com machos diferentes, poderá ter cada um de seus óvulos fertilizados por espermatozóides de pais distintos.

O bom mesmo é evitar que que a fêmea entre no cio e tenha uma ninhada indesejada. Para isso, castração! E olha a boa notícia, além de evitar uma ninhada não planejada, a castração também pode evitar uma série de doenças.

5- Para que serve o bigode do gato?

​De acordo com o blog Petz, uma das funções das vibrissas​, popularmente conhecido como bigode,​ é ser como uma antena para o gato e dar uma noção precisa de por onde ele poderá passar sem se machucar. Se cortado, ele poderá perder essa noção espacial.

Além de dar ao gato uma ideia de seu próprio tamanho, as vibrissas também ajudam no equilíbrio, permitindo que ele ande, salte e faça outras atividades cotidianas com segurança. Ainda mais surpreendente é o fato de o bigode servir de alerta para qualquer alteração no ambiente. Isso porque as vibrissas possuem raízes profundas em uma área repleta de células sensoriais. Por isso mesmo conseguem captar pequenas vibrações mesmo à distância ou no escuro!

Dada sua importância para os bichanos, o bigode do gato nunca deve ser cortado ou aparado. Do contrário, o pet perderá muito da sua capacidade de equilíbrio e de noção espacial, o que significa que ele estará mais sujeito a quedas durante os saltos. Devido à desorientação, também é comum que os gatos fiquem mais irritadiços e estressados ao ter seu bigode aparado. Nesse caso, a única solução é esperar o bigode de gato crescer novamente.

6- O cachorro só enxerga em preto e branco

Os cães podem ver cores, mas não é como um esquema de cores vivas como nós vemos. Eles distinguem entre azul, amarelo e cinza, mas provavelmente não vêm vermelho e verde.

7- Por que o gato cai de pé?

Em entrevista a revista Super Interessante, o médico veterinário Gelson Genaro, especialista em felinos da USP de Ribeirão Preto (SP), explicou que os gatos têm um apurado senso de equilíbrio, que lhes permite fazer movimentos rápidos e girar o corpo para cair sobre as quatro patas.

Para executar esse invejável malabarismo, o bichano conta com a grande sensibilidade dos receptores vestibulares que integram o labirinto, uma estrutura na parte interna do ouvido responsável pelo equilíbrio.

Sempre que o gato está numa posição desconfortável, ocorre um aumento de pressão na região, o que funciona como um alerta. Essa mensagem, somada às que são captadas pela visão do animal, é enviada para o sistema nervoso central, que a interpreta e manda vários sinais elétricos para o aparelho locomotor, principalmente os músculos. Estes, então, realizam uma série de movimentos instintivos, que fazem o corpo do animal recuperar o equilíbrio. “O primeiro movimento é a rotação da cabeça na direção da posição correta, seguida da rotação da porção superior do corpo. Por fim, há a rotação da parte inferior.” Além do gato, outros membros da família felina como leopardos e jaguatiricas, também são capazes da mesma proeza.

E aí, já sabia dos porquês de todas essas curiosidades? Achou pouco? Ah, então confirma mais 10 curiosidades do mundo dos cães e gatos: Por que os olhos dos gatos brilham no escuro? Por que os cães cheiram o bumbum uns dos outros? Por que os gatos vivem se lambendo? E os cachorros, que mania é essa de roer tudo? Confira essa e outras curiosidades, clicando aqui!

Agora me conta, quais dessas curiosidades você achou mais interessante?

Até a próxima! 🤓

Leave a Reply

1 comentário

  1. Muito interessante eu não sabia que as fêmeas podem ter filhotes de pais diferentes em uma mesma linhada, muito legal.