A história de como encontrei meu amigo

“Conheci-o no abrigo de animais. Sempre esperei encontrar meu novo amigo num local como esse, pois é o lugar perfeito para pessoas escolherem um gato ou cachorro para adotar. Nesse dia, o abrigo foi aberto para receber as pessoas interessadas em ter um bichinho de estimação. O lugar também estava cheio de gente e de animais, e era difícil prestar atenção em cada um dos candidatos.donos8

 

De todos os que estavam no abrigo donos9esse dia, ele era um dos mais tímidos. Primeiro, ficou observando todos de longe. Mas quando olhou pra mim, simpatizamos um com o outro na hora! Fui chegando perto da grade que nos separava, e logo ele começou a fazer festa. Passei a mão pela grade e ele também. Assim, nos cumprimentamos.

 

donos4Ele é bem peludão e um pouco descabelado. Fiquei pensando que ele devia encher a casa de pelos… Ele também não estava muito cheiroso, mas isso não era nada que banhos regulares não pudessem resolver! Fiquei pensando também se ele era muito bagunceiro, pois sei que animais da espécie dele costumam fazer uma bagunça danada em casa.

 

Não consegui identificar a raça dele. Mas eu já imaginava que meu novo amigo seria assim: um mestiço de várias raças!

donos10

Depois da entrevista, em que o funcionário do abrigo explicou sobre todos os cuidados que os animais de estimação devem receber, fomos juntos pra casa.

donos3Adorei a casa nova! Ganhei uma caminha e brinquedinhos pra morder, e meu humano cuida muito bem de mim. Ele é nascido da mistura de várias raças, assim como eu. Somos verdadeiros amigos e nenhum de nós se importa com a raça, nem com o cheirinho, os pelos ou a bagunça que ficam pela casa!”

 

Esta é uma história de ficcção, escrita por Mailin Kelbert. Mas bem que poderia ser verdade, não?

Leave a Reply

4 Comentários

  1. Fabiana

    Adorei!!!
    Uma das minhas histórias foi assim: um dia apareceu uma gata preta na minha casa, o outro gato Pablito não gostou nada, rosnava e miava alto pra ela! Mas ela tinha cara de muita fome, foi direto pra ração dele e nos olhava com carinho. Não tivemos coragem de manda-la embora. Logo depois descobrimos que ela estava grávida. Foi só alegria! Levamos ao veterinário, demos todas as vacinas, eu ajudei no parto! Foi a coisa mais incrível que já fiz!
    Hoje Charlene é a mocinha da casa e nós a amamos muito!!

  2. Que história fofa, Fabiana! Alguns bichanos nos conquistam na marra mesmo! rsrs Aposto que o Pablito também ficou amigo dela, não? É importante também se lembrar da castração, pois ainda tem muitos filhotinhos por aí à procura de um lar!

  3. Patty

    Adotei a minha gatinha através deste site!
    Sou muito grata, a vinda dela encheu minha vida de alegria.
    Recomendo muitíssimo!!! ♥

  4. Que bom, Patty! Ficamos muito felizes!
    Se puder conte pra gente como foi essa experiência! Assim outras pessoas também se animam a encontrar um novo amigo aqui no site!

Next ArticleComo tirar arranhões de pisos e móveis de madeira