Quero divulgar um animal

Não posso mais ficar com meu cachorro. O que fazer?

A gente vive falando aqui que amigo não se compra e nem se abandona. Mas sabemos que muitas vezes a permanência do bichinho com a família é inviável, ainda que não falte amor por ele. Por exemplo, se a pessoa já não tem condições financeiras de cuidar daquele bicho, quando há um caso de doença grave na família ou simplesmente quando a personalidade do bicho não se encaixa com o dia a dia da família. Muitas vezes, assumir que não tem condições de oferecer o que o animal merece é um verdadeiro ato de amor.

Nesses casos, o que fazer? Continue reading…

O adotante quis devolver o bichinho… e aí?

Quem é protetor sabe bem a sensação de frustração que dá. Você resgata o bichinho, cuida, trata, vacina, segue as melhores práticas pra garantir sua saúde e bem estar. Na hora de conseguir um adotante, o mesmo cuidado: dos vários candidatos que aparecem, você entrevista, conversa, explica, e por fim conclui que um deles será a família dos sonhos para o cãozinho ou gato resgatado. Esse é o momento em que todo o seu trabalho valeu a pena: a vida daquele peludo ganhou um final feliz de verdade!

Só que não. Alguns dias ou semanas depois, aquela família maravilhosa resolve devolver o bichinho. “Ele mia demais”, “Ele late muito”, “Ele fez xixi no tapete”… os motivos não acabam. E você fica se perguntando “como é que deixei isso escapar na hora da entrevista??”

Talvez o problema não seja sua entrevista, nem seu questionário. E nem mesmo o adotante.

Continue reading…

Como fotografar um animal

Muitas vezes as pessoas não prestam atenção em anúncios de animais para adoção porque as fotos estão escuras, manchadas, ou porque não dá pra ver o cachorro muito bem. Uma boa fotografia pode ser tão determinante para a adoção de um cão ou gato, que nos Estados Unidos uma fotógrafa resolveu se voluntariar tirando foto dos cães em um abrigo, e o resultado foi 100% de cães adotados! Duvida? Então clique aqui para ler a matéria original.

Continue reading…