Como resolver o medo que seu cachorro tem do barulho

Devido a quarentena, a rotina da maior parte das famílias mudou e consequentemente, agora os cachorros ficam mais tempo com seus responsáveis, este é um bom momento para analisar o comportamento do seu melhor amigo e até resolver questões como o medo dos sons altos e outros barulhos como a campainha, toque do celular, trovão e fogos de artifício. Qual é a reação do seu peludo com estes barulhos?

Identificando o problema

Alguns sinais podem indicar que seu amigo tem medo do barulho. Confira alguns sinais que ele pode apresentar assim que um barulho alto acontecer:

  • Tremor;
  • Excesso de saliva;
  • Tentar se esconder;
  • Ficar atordoado (sem saber para onde ir e pode inclusive fugir e se perder);
  • Procurar por atenção;
  • Uivos ou choro;
  • Latidos excessivos e em tom diferente do comum.

Se o seu cachorro fica em pânico com o coração disparado e tentando se esconder, esta é a hora para adotar medidas que o tranquilizem. Sabemos que acalmar um cachorro com medo é desafiador, mas com as dicas que separamos, ficará mais fácil.

Existem diversos motivos que podem levar o cão a apresentar medo de barulhos: o mais comum é quando ocorre a exposição traumática quando o animal ainda é filhote. Mas também pode ser desencadeado na fase adulta, quando o cachorro passa por uma situação intensa ou que está sozinho.

Vamos acabar com este problema? É só dar uma olhada nas dicas e aplicar as ações indicadas:

Pânico de barulho do trovão

Em dias de chuva, o ideal é manter o cachorro em um lugar seguro (sem vidros ou janelas abertas) e não tentar prendê-lo na coleira. Se puder, fique ao lado dele. Caso contrário, deixe seu amigo em um ambiente com objetos que tragam conforto como a caminha, os brinquedos e até uma roupa que tenha o seu cheiro.

Medo de fogos de artifício e rojões

Esse é um dos problemas mais comuns, uma dica é ir acostumando o cachorro com barulhos altos como o som da TV, música, entre outros.

Utilize o seu celular para reproduzir barulhos diversos, como o de fogos de artifício explodindo. Comece bem baixinho e sempre que colocar para tocar, faça festa com o seu cachorrinho. Vale dar carinho e até um petisco se ele mantiver a calma. Aos poucos, vá aumentando o som gradativamente, até que fique alto ou próximo da situação real. Se o cachorro sentir medo, volte a abaixar o volume e comece de novo. O que dá certo é ter persistência.

Medo da campainha ou música alta

Os ouvidos dos cachorros são mais sensíveis que os nossos, eles escutam muito melhor do que a gente e muitos deles costumam ficar agitados e assustados quando os barulhos começam. Contar com um adestrador para realizar um treinamento de dessensibilização ao barulho pode ser uma forma eficaz de fazer o animal se sentir seguro nessas situações.

De qualquer forma, seguir os passos do item acima de tocar a campainha e mostrar pra ele que não é preciso ter medo, vai ajudar. Quando ele apresentar tranquilidade, ofereça um petisco, faça carinho e toda festa possível.

Técnica de Tellington Ttouch

Existe uma técnica de amarração com panos pode ajudar a acalmar os cachoros durante uma exposição a sons altos. A “Técnica Tellington Ttouch”, consiste em colocar pressão sobre várias partes do corpo do animal com a finalidade de ativar seu sistema nervoso e tranquilizá-lo.

Imagem site acritica.com

Uso de medicamentos para controle do medo e ansiedade

Em todas as ocasiões em que o cachorro possa ter medo ou ficar ansioso, oferecer um cuidado natural pode ajudar muito. Um deles é a Passiflora, a planta do maracujá. Enquanto muitas pessoas pensam que é a fruta que ajuda a acalmar, é a partir da folha que obtemos os benefícios que auxiliam no tratamento dos sintomas como ansiedade, medo, agitação, entre outros.

A qualidade terapêutica do maracujá é potencializada quando concentrada em suplementos, que contém os compostos bioativos (a parte mais “interessante”) em doses terapêuticas ideais para os pets.

A Botica Pets tem uma fórmula de palitos mastigáveis de maracujá que podem auxilá-lo no tratamento.

Mas além de palitos, existem florais próprios para cachorros que ajudam no tratamento do medo, ansiedade e outros sentimentos.

Em todos os casos, é fundamental consultar o médico veterinário antes de iniciar um tratamento. Mesmo sendo medicamentos fitoterápicos, ou seja, natural, é muito importante manter um acompanhamento com o veterinário do seu amigão.

Mas me conta aí, seu cachorro já teve do barulho? O que você fez que funcionou? A gente vai adorar ver as suas dicas nos comentários.

Até a próxima! 🐶

Leave a Reply

2 Comentários

  1. Ana lucia

    Meu Deus eu amo cachorrinho Sempre quis um

    • Fabiana Xavier

      Oi, Ana Lucia!

      Nós também amamos! São muito companheiros, não é verdade? 🙂

      Um abraço!

Next ArticleComo mudar de casa com seus pets