Conheça Kevin Richardson, adestrador de… leões!

Já contamos aqui no blog algumas dicas para socializar um gato agressivo. Tem várias técnicas, mas a dica básica é a mesma: muito amor e paciência!

Então, olha só a maior prova de que a tática funciona: Kevin Richardson consegue adestrar… leões! Confira o vídeo a seguir e inspire-se. Depois dessa, socializar um gatinho vai ser moleza!

 

O inglês está difícil de entender? Segue a tradução do que ele diz:

“Oi, pessoal. Eu sou Kevin Richardson. Este é Gandalf. Se você quiser saber mais sobre este animal incrível, então sugiro que conheça um livro chamado “Parte da Alcateia” (ou “Parte do Orgulho”).

Então aqui é onde tudo começa. Com os filhotes, é assim que você inicia um relacionamento. Você tem que começar com eles jovens, assim como você faria com um ser humano, e você tem que incutir neles o que você quer já nessa idade. Então, se você quiser brincar pra valer com eles quando forem adultos, ou quiser interagir com eles cara a cara, então aqui é quando tudo começa.

Normalmente, em uma alcateia, é assim que eles estariam interagindo uns com os outros nesta idade. Se eles voltassem para a alcateia agora, seria apenas diversão e brincadeira. Eles não estão interessados em caçar, eles só querem brincar, brincar, brincar, depois dormir, dormir, dormir e depois comer, comer, comer. “Você não sabe o que tem pela frente, meu rapaz. Você não sabe o que tem pela frente. Você só acha tudo tão divertido!”

Poucas pessoas sabem o que este rapazinho é. Ele é uma pequena hiena malhada, brincando com um leão – isso não era pra ser assim! Um leão lambendo uma hiena!

Nos últimos dez anos, já me perguntaram várias vezes “Kevin, como é isso, você consegue lidar com essas feras tão facilmente! E não só com os animais nesta idade, mas mesmo quando são adultos!” Recentemente, tive o privilégio de poder escrever sobre isso e vou explicar o que quero dizer, se você vier me visitar agora, quando estou com a alcateia. “Vamos, vamos!”

Antes, você me viu brincando com filhotes. Foi assim que comecei a domesticar Napoleão. Mas se você realmente quiser saber sobre o âmago da questão de como faço o que faço, e por que sou louco o suficiente para sequer tentar fazê-lo, você tem que ler o livro. Acho que ele vai dar uma nova visão sobre como as pessoas podem trabalhar com estas feras, e não apenas os leões, hienas, leopardos, chitas e todos os grandes carnívoros.

Bem, a maioria das pessoas está pensando “É só uma questão de tempo antes de esse cara ser comido por esses leões!”, mas eu, é claro, discordo totalmente, senão não estaria fazendo o que faço!”

 

O texto do vídeo foi transcrito e traduzido por Mailin Kelbert especialmente para o Amigo Não se Compra.

 

Leave a Reply

7 Comentários

  1. eu achei muito bom eu amo os animais eu acho que nem e so pela aparência mais sim pelo o sentimento do animal se ele e grande e um animal mal não pra mim e um animal muito dócil que se cuidar com carinho e amor ele fica dócil obg…………..]

  2. kevin como você faz pra deixa esses animais dócil, se um animal desse for adoto ele também pode come racao ,mas tem que ser da bao qualidade ne.

  3. [ola, kevin da pra adotar um leopardo filhote sim ou não eu sei que precisa ter autorização e sabe cuidar obg ………]

Next ArticleAs doenças mais comuns em cada raça de cachorro