Que lindo seu cachorro! De que raça é?

Você tem um cachorrinho aí? Já te fizeram essa pergunta? Você se incomodou ou respondeu sem maiores problemas? Eu, por exemplo, tenho 3 gatos e por aqui sempre tem alguém me perguntando isso sobre 2 deles. Mas no outro dia eu li uma matéria que me despertou a pensar um pouco mais sobre o assunto.

O que eu acabei refletindo foi que ninguém me pergunta se são companheiros, se são amigos ou se é legal ter um gatinho.

Quando se tem um cachorro, pois é possível passear na rua, essa é até uma pergunta costumeira.

Algum amigo já te disse que comprou um iPhone? Já falaram que usam MacBook para trabalhar ou que estão pensando em comprar um Corolla? Por que não falam simplesmente que compraram um celular, um notebook e querem comprar um carro? Porque o status importa.

O Brasil tem hoje cerca de 30 MILHÕES de animais abandonados. São animais que só querem um abrigo e um carinho. E ainda que tenhamos endurecido a lei para proteção animal, continuamos com muita dificuldade para fazer valer a lei.

Os abrigos estão lotados! As ONGs e protetores estão vivendo no seu limite, com contas cada vez maiores nas clínicas veterinárias e casas de ração local. O abandono não para. A falta de política pública para um programa de castração em massa, também é um facilitador para que o crescimento populacional desse grupo não pare de crescer. Não é fácil.

Aqui no Amigo Não se Compra, estamos com uma média de adoção mensal em torno de 300 animais em todo país. Isso é maravilhoso! Mas para te dar uma noção da nossa realidade, só em janeiro deste ano tivemos mais de 1.800 animais cadastrados para doação, ou seja, é complicado fechar essa conta.

No meio disso tudo, temos blogueiras exibindo suas maquiagens M.A.C, enquanto seguram seus Pomeranias. Temos influenciadores digitais exibindo seus Pugs e dizendo que vão aumentar a família adquirindo um Maltes e ainda temos revistas fazendo matérias do tipo “As raças de cachorro da moda”.

Além da cultura do “Não preciso, mas quero” que estimula um consumismo exagerado e desenfreado, ainda temos de lidar com a cultura dos animais de raça sendo tratados como verdadeiros troféus. Pode até passar despercebido, mas quem nunca quis um animalzinho de raça de tanto ver alguém brincando com um e concluindo como é legal aquela raça?

O ponto é que qualquer cachorro, independente da raça, é legal. São companheiros, parceiros, divertidos e ainda alegram a casa.

Em que momento vai cool ter um vira-latas? Em que momento os animais vão deixar serem tratados como ferramenta de status para serem tratados com o respeito que merecem?

Quando você está caminhando na rua, alguém te pergunta sobre seus ancestrais? “Você é um brasileiro legítimo ou tem mistura com espanhol?” Ninguém faz isso! É preconceituoso, ofensivo, deselegante e desnecessário, só para começar essa conversa. Mas principalmente, ninguém pergunta porque não interessa. Essa informação não faz diferença quando você conhece alguém, porque o importante é seu caráter, se você é legal, se é educado e se trata bem o entregador de pizza e o porteiro.

Estamos passando por um momento onde vivemos algo que nunca sequer passou pela nossa cabeça. Tivemos tantas perdas de pessoas tão queridas, tão amadas e ninguém vai recordar dessas pessoas por sua miscigenação. Estamos em um momento de olhar para dentro, para o que realmente importa. E acredito que devemos estender esse pensamento para os animais. Por que a raça dele importa? Por que o vira-lata é desprezado? Aqueles 30 milhões de animais não merecem um lar? Por que comprar ao invés de adotar?

Os cachorros, todos eles, são da raça amor. Quando encontrar alguém na rua não pergunta a raça do cachorro, não. Pergunta se pode brincar, se pode passar a mão e onde adotou para adotar um também.

Pequenas atitudes geram grandes impactos. Vamos mudar essa cultura de ter um animal por status para ter um animal por amor.

Agora me conta aqui nos comentários, você tem um cachorro? Como é essa amizade?

Até a próxima! 🐶

Leave a Reply

5 Comentários

    • Oi, Angela!

      Que legal você querer adotar!
      Faz assim: clica nesse link: http://www.amigonaosecompra.com.br e assim que encontrar o cachorrinho da sua vida, basta clicar no botão escrito “Quero adotar”. Os dados do responsável pelo cachorrinho aparecerão e vocês poderão conversar diretamente, tirar dúvidas e acertar os processos da adoção. 😉

      Um abraço!

  1. Jaque Hack

    Que texto maravilhoso! Simplesmente amei!

    • Fabiana Xavier

      Oi, Jaque!

      Você encheu meu coraçãozinho de alegria! <3
      Muito obrigada pelo feedback e continue nos acompanhando.

      Um abraço!

  2. ótimo artigo, só li verdades.

    esses tempos também parei para pensar mais nessa pergunta que me fazem tanto em relação à minha cachorrinha.

    não suporto o status que a sociedade insiste em impor com certas raças.

    parabéns pelo blog!

Next ArticleJá aderiu a cultura do cancelamento?